15/09/2020 às 08h00min - Atualizada em 15/09/2020 às 08h00min

Trupe de Truões apresenta primeiro espetáculo-solo

Grupo uberlandense exibe "Chica Par(t)indo" de 17 a 27 de setembro no YouTube

DA REDAÇÃO
Amanda Aloysa protagoniza Chica Benta na obra | Foto: Divulgação

Completando 18 anos na pesquisa e criação teatrais, a Trupe de Truões realiza seu primeiro espetáculo-solo com a palhaça Chica Benta, da atriz Amanda Aloysa, uma das fundadoras do grupo uberlandense. O novo projeto, intitulado de “Chica Par(t)indo”, acontece de 17 a 27 de setembro no YouTube oficial do trupe. Os ingressos já estão disponíveis e custam a partir de R$ 10.

A atriz tem se dedicado à pesquisa no campo da palhaçaria desde o primeiro período de sua graduação, participando de festivais, mostras e oficinas, além de coordenar o Núcleo de Pesquisa em Palhaçaria (Nupepa) da Trupe de Truões.

Segundo ela, o espetáculo apresentado é autobiográfico e tem como objetivo apresentar temas pertinentes ao universo da mulher. “Neste caso, a vida da minha palhaça Chica Benta acompanha a minha vida pessoal. Sempre desejei ser mãe e com essa montagem imortalizo esse momento. Outro desejo era colocar em cena minha origem rural. E neste espetáculo, alinho os dois desejos com a palhaça grávida numa estação de trem voltando para sua terra natal onde irá dar à luz junto de sua família”, contou Amanda.

Para a estreia, a Trupe de Truões contou com uma equipe de peso. O espetáculo tem na direção Karla Concá (RJ), uma renomada precursora da palhaçaria feminina no Brasil.

“Para abordar um tema tão inerente ao universo feminino, nada melhor do que uma mãe-palhaça-diretora ou diretoria-palhaça-mãe, que trabalha desde 1991 na palhaçaria com recorte de gênero. Temos também o Flávio Souza, um ator-palhaço, como figurinista, que já ganhou diversos prêmios como o Shell, um dos mais importantes no meio teatral”, pontuou a atriz.

Apesar de ser um espetáculo de palhaço, o público-alvo não é infantil. A classificação de Chica Par(t)indo é de 12 anos. “O espetáculo fala de um trabalho de parto, dos planos que a mulher faz para parir, ou seja, do processo do pré-parto, dos medos, das culpas, das delícias de se gerar um filho e se preparar para recebê-lo”, contou Amanda.
 
ADAPTAÇÃO
O espetáculo Chica Par(t)indo teria sua estreia no dia 27 de março, mas em decorrência da pandemia da Covid-19 teve que ser suspenso e agora adaptado para o formato online. “Todo o processo de montagem do espetáculo foi readaptado pensando nessa nova forma do fazer teatral, lidando com uma câmera, pensando o tempo todo no espectador, na sua fruição artística”, detalhou a atriz.

A criação do espetáculo contou com o patrocínio do Instituto Algar através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e com o incentivo do Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Minas Gerais (Pmic).
 
FICHA TÉCNICA
Atuação: Amanda Aloysa – palhaça: Chica Benta
Direção: Karla Concá
Argumento: Amanda Aloysa
Dramaturgia: Amanda Aloysa e Karla Concá
Cenografia: Paulo Merisio
Figurino: Flávio Souza
Preparadora vocal: Maria Benigna
Designer de luz: Ronan Vaz
Trilha sonora: Amanda Aloysa
Ensaiadora: Amanda Barbosa
Operação de luz: Ronan Vaz/Tamara dos Anjos
Operação de som: Tamara dos Anjos
Cenotécnico: Ronan Vaz
Produção Executiva: Ernane Fernandez
Realização: Trupe de Truões
 
SERVIÇO
O QUE: Espetáculo “Chica Par(t)indo”
QUANDO: de 17 a 27 de setembro
ONDE: Canal do YouTube da Trupe de Truões
INGRESSOS: a partir de R$ 10 (o público escolhe a faixa de valor que deseja pagar), à venda no site Sympla

 
VEJA TAMBÉM:

Museus podem ser isentos de pagar direitos autorais a artistas


Projetos socioculturais de Uberlândia se reinventam na pandemia
 



 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »