01/09/2020 às 18h13min - Atualizada em 01/09/2020 às 18h13min

Dirigente afastado do UEC cobra R$ 2,4 milhões do clube

Roque Bridi é vice-presidente licenciado na atual gestão do Verdão

DA REDAÇÃO

O vice-presidente licenciado do Uberlândia Esporte Clube (UEC), na atual gestão, Roque Bridi entrou com uma ação contra o Verdão cobrando mais de R$ 2,4 milhões referentes a pagamentos devidos pela diretoria do time.

O documento ao qual o Diário teve acesso aponta que, em janeiro de 2017, o dirigente afastado assinou um instrumento particular de confissão de dívida com o Uberlândia, onde o clube confessou ser devedor de Bridi em um valor que ultrapassa R$ 1,5 milhão. O acordo feito entre as partes era de que a diretoria do Verdão se comprometeria a pagar o débito mensalmente no valor mínimo de R$ 20 mil, a partir de novembro do mesmo ano.

Entretanto, a ação judicial diz que o UEC não honrou o compromisso firmado e promoveu o pagamento parcial de apenas uma parcela, no valor de R$ 17 mil, em dezembro de 2017. Desta forma, diante de apenas um pagamento, houve o vencimento antecipado do valor total devido desde o dia 15 de novembro.

Uma cláusula contratual entre Roque Bridi e o Uberlândia Esporte Clube prevê o vencimento no caso de atraso de pagamento. O valor cobrado pelo dirigente afastado da atual gestão do clube é de pouco mais de R$ 2,4 milhões, com correção monetária pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) e juros de 1% ao mês, desde o vencimento antecipado, ou seja, 15 de novembro de 2017.

Um dos requerimentos feitos por Roque Bridi pede à Justiça que determine o pagamento total do débito do UEC, mais custos processuais e honorários advocatícios em 20%. Outro pedido feito é de que o Poder Judiciário penhore o crédito do clube.

A reportagem tentou contato com o presidente do Uberlândia, Flávio Gomide, mas as ligações não foram atendidas. No entanto, por meio de nota informou que a dívida foi adquirida nas gestões anteriores e que ele nunca negociou pagar esse valor em parcelas de R$ 20.000,00 e “não acho justo os outros presidentes pegarem emprestado e programar a conta para eu pagar”.

O Diário também tentou contato com Roque Bridi, mas o número chamado estava desligado.


VEJA TAMBÉM:

Dentil/Praia Clube monta equipe para a temporada


Praia Clube Futsal é derrotado pelo Corinthians na segunda rodada da LNF

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »