08/07/2020 às 08h00min - Atualizada em 08/07/2020 às 08h00min

Atleta do Praia Clube fala sobre retorno do futsal

Com preparador físico online, Zazá tem treinado individualmente em casa

IGOR MARTINS E AGÊNCIA BRASIL
Zazá conquistou título em campeonato de futebol virtual no último mês | Foto: Arquivo Pessoal

O momento de incertezas causado pela pandemia da Covid-19 não tem sido fácil para ninguém. Com danos a vários setores da economia, quem também tem passado por dificuldades são os atletas de Uberlândia, que tiveram suas rotinas de treinamento afetadas e foram impedidos de fazer o que mais gostam: praticar esportes.

Esta situação é vivida por Isaías Figueiredo Cajá Filho, o Zazá. Jogador de futsal do Praia Clube, que voltou à elite da modalidade após nove anos, o ala de 25 anos está ansioso para o retorno do esporte em todo o Brasil e espera colocar seu talento dentro das quadras do país.

A Liga Nacional de Futsal (LNF) era para ter iniciado no dia 27 de março se não fosse a pandemia da Covid-19. Com o avanço da enfermidade em solo brasileiro, a competição nacional não deve começar tão cedo. Segundo uma reportagem publicada pela Agência Brasil em junho, os representantes das 21 franquias do campeonato estudam um novo modelo de disputa, em função do calendário apertado de 2020.

Segundo o vice-presidente das áreas técnica e administrativa da Liga, Luiz Henrique Taveira, os membros da entidade trabalham com dois modelos: um deles é a divisão dos times em dois grupos, e outro com a divisão em três grupos, de forma regionalizada. Desta maneira, o modelo padrão, que aconteceria caso não existisse o coronavírus, com os times jogando em turno único e playoffs, já foi descartado.

Com a incerteza do momento, Luiz Henrique não descartou a realização de um campeonato de mata-mata, com playoffs diretos. “A gente terá que ir passo a passo, estudando possibilidades”, disse. A premissa da Liga é concluir a temporada 2020 até o dia 20 de dezembro.

O Praia Clube tem orientado os atletas do futsal a treinarem individualmente em casa. Com o preparador físico do clube de Uberlândia à disposição, Zazá e seus companheiros de equipe fazem uma aula online todos os dias com o objetivo de voltarem bem e em forma quando a LNF começar a temporada.

“Essa pandemia não está sendo fácil para ninguém. Mas temos que ter fé em Deus que logo isso vai passar e vamos poder voltar aos treinos e também competir. Tenho certeza de que todos de Uberlândia estão ansiosos para ver a nossa equipe de volta à Liga Nacional de Futsal. Não podemos ficar parados. Minhas expectativas e a dos meus companheiros é poder voltar a jogar futebol”, disse.
 
CAMPEONATO VIRTUAL
Mesmo longe das quadras, a paixão pelo futebol segue na mesma intensidade durante a pandemia. Convidado pela LNF, Zazá jogou um campeonato virtual de FIFA 20 contra seus rivais da liga e sagrou-se campeão invicto após vencer Bebê, representante do Jaraguá, por 2 a 0.

Antes de “levantar a taça”, o ala do Praia Clube precisou jogar a fase de grupos contra Di Fanti (Marreco) e Micuim (ACBF). Além disso, o atleta praiano encarou o representante do Joinville nas quartas-de-final e o Joaçaba na semifinal.

“Foi uma experiência muito boa para mim, porque eu nunca tinha jogado uma competição online de FIFA 20. Eu jogo desde criança e pude mostrar pro Brasil inteiro as minhas qualidades fora da quadra também”, disse.

De acordo com o atleta, a final do game foi uma homenagem ao Praia Clube e seu retorno ao futsal. Na oportunidade, ele escolheu a seleção brasileira para tentar o título, já que as cores lembram a do clube uberlandense. “Peguei o Brasil também porque sou muito fã do Neymar. Acabou que deu tudo certo, graças a Deus, e pude trazer esse título inédito para a nossa equipe”, falou ao Diário.

VEJA TAMBÉM:

Governo descarta volta do Campeonato Mineiro em julho

Alunas uberlandense de ginástica artística participam de treinos online da CBG


















 

 
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »