11/03/2020 às 11h31min - Atualizada em 11/03/2020 às 11h31min

Taxa de mortalidade infantil cai em Uberlândia

Queda de 54% no índice é referente ao primeiro bimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior

DA REDAÇÃO
Iniciativas como o "Mãe Uberlândia" contribuem para a redução da taxa | Foto: Marco Crepaldi/Secretaria de Governo e Comunicação

A taxa de mortalidade infantil em Uberlândia apresentou melhora nos resultados no primeiro bimestre de 2020. O Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI) caiu para 5, resultando em uma queda de 54% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o índice atingiu 11 pontos. A informação foi divulgada pela Prefeitura Municipal na manhã desta quarta-feira (11).

Considerado um importante indicador social da qualidade dos serviços de saúde, os números apresentados têm relação com as ações da Rede de Atenção à Saúde da Mulher e da Criança e do Adolescente. As práticas têm sido intensificadas desde 2017 com o objetivo de atender a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Outro programa que colaborou para a redução da taxa é o acompanhamento a gestantes para a realização do pré-natal, por meio da elaboração de planos de cuidados para cada uma das pacientes. “Essa redução mostra que estamos no caminho certo para continuar oferecendo um nascimento com melhores condições, um pré-natal mais adequado, humanizado e com orientações fundamentais de como proceder nos primeiros dias de vida do bebê”, disse o prefeito Odelmo Leão.

MÃE UBERLÂNDIA
Para ampliar o acolhimento das futuras mamães, o governo municipal lançará na tarde desta quarta o aplicativo “Mãe Uberlândia”. A ferramenta busca acrescentar na rotina das gestantes um acompanhamento mais detalhado desde o pré-natal até as principais fases da criança.

Além disso, o programa que leva o mesmo nome teve suas atividades retomadas em 2018. A iniciativa leva informações sobre a gravidez e o planejamento familiar, com orientações durante as consultas médicas, atividades que ressaltam a importância da atenção no período pós-parto, da vacinação e da realização de testes importantes nos primeiros dias de vida do bebê. As mães que participarem do projeto recebem uma bolsa com o enxoval para o bebê. O kit contempla cobertor, toalha e roupas, bem como itens de higiene para o recém-nascido.

O Mãe Uberlândia é realizado em todas as unidades de atenção primárias à saúde (UBS e UBSF). Podem participar todas as gestantes que optarem em fazer o acompanhamento do pré-natal na rede pública. O kit é repassado às grávidas a partir da 28ª semana de gestação, que tenha participado de pelo menos sete consultas de pré-natal, da vista à maternidade e oficinas sobre a importância do pré-natal, parto e cuidados com o bebê. A entrega é feita na Unidade de Saúde referência da gestante.
















 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »