11/11/2019 às 17h03min - Atualizada em 11/11/2019 às 18h43min

Oposição quer convocar vice-prefeito de Uberlândia após denúncia de corrupção

Fantástico noticiou esquema ilegal envolvendo construtoras e servidores municipais; Paulo Sérgio é sócio de empresa investigada

NILSON BRAZ

Vereadores da oposição querem convocar o vice-prefeito de Uberlândia, Paulo Sérgio Ferreira, para prestar esclarecimentos sobre um suposto envolvimento da construtora da qual é sócio em um esquema irregular na Secretaria Municipal de Planejamento Urbano (Seplan). O esquema, investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE), foi tema de uma matéria veiculada no domingo no “Fantástico”, que repercutiu na sessão desta segunda-feira (11) na Câmara.

No início da sessão, parlamentares, a maioria da base de oposição, levaram à tribuna a denúncia apresentada no Fantástico. Conforme o divulgado, o MPE investiga um esquema em que mais de 70 construtoras da cidade são investigadas por pagar propina a servidores públicos da Prefeitura, que lideravam o esquema.

O intuito era driblar a legislação municipal e agilizar a aprovação de projetos e a documentação para construir empreendimentos imobiliários. São apurados ainda atos de improbidade administrativa e crimes contra a ordem econômica. Um desses empreendimentos é o Residencial Vertentes II, localizado no bairro Jardim Europa. Em fevereiro, o Diário de Uberlândia noticiou uma decisão judicial que determinou o afastamento de três servidores municipais por improbidade administrativa após o MPE apurar irregularidades na construção do condomínio.


Em relação ao esquema envolvendo servidores municipais, não há informações sobre prejuízos diretos aos cofres do Município. O Diário procurou os promotores de Justiça responsáveis pelas investigações e foi informado que uma coletiva à imprensa local será concedida na tarde desta segunda-feira (11), na sede do Ministério Público Estadual (MPE), para mais esclarecimentos.

Na tribuna, os vereadores Thiago Fernandes (PSL), Silésio Miranda (PT), Adriano Zago (MDB), Michele Bretas (AVANTE) e Vico (sem partido) comentaram a reportagem e a possibilidade da empreiteira do vice-prefeito, Elglobal, ter feito parte no esquema. O vereador Thiago Fernandes elaborou um requerimento, assinado por outros sete parlamentares, pedindo que o vice-prefeito comparecesse no plenário para prestar esclarecimentos sobre o que consta na denúncia.


“A necessidade é que ele seja convocado de maneira urgente, porque são muito graves as declarações que ele fez [para a reportagem]. Ele fala que depois de eleito vice-prefeito, não esteve mais na administração de suas empresas, porém, a denúncia do MP fala que os pagamentos feitos pela empresa que ele é sócio ocorreram até o ano de 2017, antes dele assumir como vice-prefeito de Uberlândia”, disse o vereador.

O vice-líder do governo, vereador Wender Marques (PSB), disse defender a apuração dos fatos. “Eu tenho muita tranquilidade para que se cumpra esse papel [de apuração], sem olhar questão de partidos. Eu quero mencionar aqui um decreto para dizer a seriedade com que o prefeito Odelmo Leão trata as coisas em sua gestão. Em 2 de Janeiro de 2017, quando fez a transição de governo, o prefeito solta um decreto em que proíbe a interferência de servidores do município no andamento de processos e acompanhamento de projetos em que tenham interesse particular, tentando evitar que servidores dentro da secretaria prestassem serviço lá fora”, disse.

O presidente da Câmara, vereador Hélio Ferraz-Baiano, disse que o requerimento assinado pelos vereadores será deliberado na sessão de hoje.

Procurada, a Prefeitura de Uberlândia ainda não se manifestou sobre a proposta de convocação de Paulo Sérgio. Em nota divulgada à imprensa, o Município afirma que tem colaborado com as investigações e que abriu procedimento interno para apurar o a participação de servidores no esquema relatado.

A Elglobal declarou que
 todas as informações sobre o caso foram repassadas para o Ministério Público visando colaborar com as investigações. Já o vice-prefeito se manifestou por meio de vídeo publicado nas redes sociais. Assista abaixo.


 







 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »