05/11/2019 às 08h25min - Atualizada em 05/11/2019 às 18h03min

Ebserh abre 804 vagas para o Hospital de Clínicas de Uberlândia

Inscrições começam hoje (5) e vão até 10 de dezembro; parte dos 3 mil servidores do hospital será substituída com realização do certame

NILSON BRAZ E SÍLVIO AZEVEDO
Vagas são para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) | Foto: Giovanna Tedeschi/ arquivo Diário de Uberlândia

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) publicou, na segunda-feira (4), o edital para o concurso do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). Ao todo, serão 804 vagas para as áreas Administrativa, Assistencial e Médica, além de mais 16 especialidades que terão cadastro de reserva. A empresa também divulgou edital para mais 1.660 vagas, a serem distribuídas em outros hospitais do País.

As inscrições para as provas foram abertas nesta terça (5) e poderão ser realizadas até o dia 10 do mês que vem. Os candidatos que pretendem disputar vagas em outras cidades e estados terão do dia 6 de dezembro até 2 de fevereiro de 2020 para fazer os cadastros.

Os interessados deverão pagar uma taxa de inscrição que varia de R$ 80 a R$ 240, dependendo da área de atuação desejada. Tais áreas são para cargos de nível técnico, superior, tendo ainda um edital específico para a área médica. As inscrições serão feitas apenas pela internet, através do
site da Fundação Vunesp, empresa responsável pelo concurso. Além disso, pelo site também é possível ter acesso à íntegra do edital.

Do total de vagas, 475 são para a área Assistencial, com faixa de salários entre R$ 2.170,22 e R$ 6.690,39, 113 para a área Administrativa, com faixa de salários entre R$ R$ 2.451,14 e R$ 10.350,46, e mais 216 para a área Médica, com salário de R$ 8.647,57.

 

“Parte dos funcionários [do HC] é de RJU (estatuários) e parte tem vínculos precários, que são contratados pela fundação e que precisam ser desligados, até por força de determinação do TCU [Tribula de Contas da União]. Com o desligamento desse pessoal e a progressiva aposentadoria dos RJU é que a Ebserh entra com os funcionários contratados em registro pela CLT. Agora a velocidade com que isso ocorre depende da capacidade operacional do hospital. O que dá para dizer é que essas 804 vagas são de contratação imediata. Assim que sair o resultado, a gente parte para convocação e posterior contratação”, disse o diretor de Gestão de Pessoas da Ebserh, Rodrigo Barbosa.


Ainda de acordo com Barbosa, os rendimentos dos aprovados não se limitarão ao salário publicado no edital do concurso. Quem tomar posse, terá direito a auxílio-alimentação (R$ 563,16), auxílio-saúde para contratação de plano de saúde (R$ 149,32), auxílio-creche (R$ 183,72 para cada filho até 6 anos) e auxílio para pessoa com deficiência (R$ 199,70). “A Ebserh é uma empresa nova, porém tem uma série de benefícios, todas as garantias CLT e temos um plano de cargos e salários vigente, que permite promoção”, disse.
 
ETAPAS
O concurso terá duas etapas de avaliação. A primeira será uma prova objetiva, que tem critérios classificatórios e eliminatórios, uma vez que é exigido uma pontuação mínima nas provas para que o candidato possa seguir para a segunda etapa. Essa pontuação é de 50%, ou seja, o candidato precisa acertar a metade das questões para ter a possibilidade de ser classificado para a segunda etapa de avaliação. A segunda etapa, de caráter apenas eliminatório, consiste em uma prova de títulos, que avalia os títulos e experiências profissionais dos candidatos.

As provas terão 50 questões para candidatos que tentarem uma vaga para cargos de nível médio e técnico, e 60 para nível superior. Estas questões incluem áreas de conhecimentos gerais, como Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Legislação do SUS e da Ebserh, além de conhecimentos específicos de cada área a ser disputada. As provas serão de múltipla escolha e cada questão será composta de cinco alternativas.

A prova objetiva será realizada no dia 9 de fevereiro de 2020, na parte da manhã para as vagas em cargos de nível médio e técnicos, e na parte da tarde, para nível superior. O certame está previsto para durar quatro horas.

A convocação oficial, com o horário e local das provas, será divulgada no site da Fundação Vunesp.  O candidato terá acesso ao caderno de questões da prova objetiva e o gabarito preliminar 24 horas após a realização da prova.

Atingindo a pontuação mínima e sendo aprovado na prova objetiva, o candidato será convocado para a segunda etapa da avaliação, que é a prova de títulos. Esta avaliação contabiliza como pontos os anos de exercício da profissão no cargo disputado, além dos títulos acadêmicos, como diploma de mestrados e doutorados, comprovantes de residência médica ou de especialização em cursos de pós-graduação, publicações científicas e cursos de aperfeiçoamento na área que pretende disputar uma vaga.
 
EXIGÊNCIAS
Como em todo concurso público, existem os requisitos que os candidatos devem responder, caso sejam aprovados na prova. O candidato precisa ter nascido ou ser nacionalizado brasileiro, estar em dia com as obrigações eleitorais ou até mesmo militares, no caso de candidatos homens, ter idade mínima de 18 anos e não ter nenhum tipo de impedimento quanto aos direitos políticos e civis.

Das vagas disponibilizadas, é determinado por lei que 5% sejam destinadas a pessoas com deficiência, desde que cargos pretendidos sejam compatíveis. Além desse percentual, outros 20% das vagas também são destinadas apenas a candidatos que se autodeclararem pretos ou pardos. No edital também é possível conferir quais são as condições especiais para fazer as provas e como as requerer.

 

Veja abaixo relação de vagas e cargos ofertados e acesse os editais:



 

TRANSIÇÃO EBSERH
O concurso faz parte do processo de transição da administração do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, que passará da Fundação de Assistência, Estudo e Pesquisa de Uberlândia (Faepu) para a Ebserh. A transição começou em março de 2018 e tem um prazo de três anos para que seja concluída. Parte desse processo inclui a substituição dos funcionários contratados pela Faepu para os atendimentos na unidade, que será feito através do concurso. O hospital possui cerca de 3 mil servidores, que serão substituídos gradativamente. 


Em 23 de março de 2018, a UFU aderiu à Ebserh com o objetivo de resolver os problemas financeiros do HC, que gera entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões de déficit mensal em seu custeio. Anteriormente, a administração era feita pela Fundação de Assistência, Estudo e Pesquisa de Uberlândia (Faepu).

 

Na época, a decisão foi fruto de discussões intensas. Representantes do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições Federais de Ensino Superior de Uberlândia (Sintet) e da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Uberlândia (Adufu) foram contrários à adesão.

 

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.





 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »