28/10/2019 às 14h21min - Atualizada em 28/10/2019 às 14h21min

Chuvas devem continuar ao longo da semana em Uberlândia

Fortes chuvas provocaram alagamentos e queda de árvores neste fim de semana; previsão aponta novos temporais para os próximos dias

DA REDAÇÃO
Céu ficará nublado nesta segunda e terça-feira, aponta Cptec | Foto: Caroline Aleixo
Um novo aviso de atenção de tempestades foi emitido para esta última semana do mês de outubro em Uberlândia. No último sábado (26) e domingo (27), temporais provocaram alagamentos e desabamentos de muros na cidade.

O alerta foi emitido pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climatológicos (Cptec). A previsão aponta 87% de probabilidade de pancadas de chuvas para os próximos dias, acompanhadas de raios, rajadas de vento e granizo.

Nesta segunda-feira (28), as chuvas podem ocorrer a qualquer hora do dia. O céu ficará nublado e as temperaturas irão variar com mínima de 19ºC e máxima de 30ºC. Amanhã (29), as condições irão prevalecer as mesmas.

Na quarta-feira (30), as fortes chuvas continuam sendo previstas para a cidade. O céu ficará parcialmente nublado a nublado e os termômetros aumentam um pouco, variando entre 21ºC e 32ºC.

A partir de quinta-feira (31), as tempestades perdem força e podem ocorrer mais no fim da tarde e início da noite. O céu ficará parcialmente nublado a ensolarado. As temperaturas máximas aumentam chegando em 33ºC e as mínimas ficam em 22ºC.

Ainda de acordo com o Cptec, devido às constantes chuvas, a umidade relativa do ar chegará a 95% pela manhã. O decorrer do dia e no meio da tarde, ela pode cair para 50%.

FIM DE SEMANA
Grande quantidade de granizo foi registrada em bairros da cidade | Foto: Guilherme Gomes


Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), foram registrados neste fim de semana mais de 36 milímetros de chuva em Uberlândia. A maior precipitação aconteceu na tarde de sábado (26), que foram computados cerca de 33 mm pela estação automática da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

As fortes tempestades vieram acompanhadas de granizo e rajadas de vento que chegavam a 48km/h. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros atenderam pelo menos 12 ocorrências nos bairros Marta Helena, Roosevelt, Chácaras Tubalina, Martins, Brasil, Bom Jesus e Planalto.

Entre os chamados estavam o resgate de uma pessoa que ficou ilhada durante alagamento na avenida Brasil, um alagamento em residência na rua José de Paula Galvão, no bairro Planalto, um desabamento de muro em uma residência no bairro Brasil, inundações em diversas ruas e oito registros de queda de árvores.

CUIDADOS

A Defesa Civil de Uberlândia alerta a população para possíveis alagamentos durante as chuvas na cidade. Algumas ruas e avenidas devem ser evitadas durante as tempestades, que são típicas da primavera/verão, para que não haja transtornos com veículos e acidentes.

De acordo com um Plano Preventivo Pluviométrico realizado pela Defesa Civil, a cidade de Uberlândia tem 43 vias consideradas pontos de alto risco de alagamento. As principais são avenidas Rondon Pacheco, Anselmo Alves dos Santos, Getúlio Vargas e travessias do Córrego Lagoinha e Córrego do Lobo. Confira os locais de interdição e desvios em caso de eventuais alagamentos: 

- Avenida Cesário Alvim cruzamento com a ruas Alagoa e Paraná
Desvio: BR-050 e BR-365, sentido Bairro Tibery

- Avenida João Naves de Ávila cruzamento com a Rua Prata
Desvio: Rua Joaquim Cordeiro

- Avenida Rio Branco cruzamento com a Rua Olegário Maciel
Desvio: Avenida Rio Branco sentido Rua Duque de Caxias

- Avenida Marcos de Freitas Costas cruzamento com a Rua João Thomaz de Rezende
Desvio: Rua Thomaz de Rezende
 
Equipes da Defesa Civil trabalham em esquema de plantão em períodos de tempestades. Em caso de emergência, basta entrar em contato com o órgão pelo número 199.


A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) também orienta a sociedade aos riscos de acidentes relacionados à energia elétrica durante os temporais. Veja abaixo algumas dicas:
 
  • Desligar equipamentos elétricos da tomada, evitando o risco de choques e de queima
  • Caso haja fios elétricos rompidos em vias, manter-se afastado do local da ocorrência
  • Em períodos de rajadas de ventos e descargas atmosféricas, a antena do televisor pode ficar desregulada. Se isso acontecer, não suba no telhado para ajustá-la, pelos riscos de queda, choque elétrico e de ser atingido por um raio
  • Evite a permanência em lajes altas ou locais descampados, jamais se abrigue embaixo de árvores e evite o uso do chuveiro elétrico
  • Tampas de caixas d’água, telhas, totens e quaisquer outros materiais que podem ser levantados com o vento devem ser bem afixados para impedir que atinjam pessoas, veículos e também as redes elétricas












 

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »