08/10/2019 às 12h00min - Atualizada em 08/10/2019 às 17h10min

Polícia Civil prende jovem que tentou matar travesti em 2018 em Uberlândia

Bruno Rodrigues dos Anjos agrediu a mulher com enxadadas após solicitar um programa; autor também será indiciado por ter ameaçado a vereadora Pâmela Volp (PP)

IGOR MARTINS

A Polícia Civil (PC) de Uberlândia prendeu o jovem Bruno Rodrigues dos Anjos, de 21 anos, apontado como autor da tentativa de assassinato de uma travesti em novembro do ano passado e por ter ameaçado a vereadora Pâmela Volp (PP), também na mesma época. Ele foi preso no último dia 30, no bairro Dom Almir, na zona leste da cidade.

A tentativa de homicídio contra Rodrigo Moreira da Silva, de nome social de Fernanda Martins, aconteceu no dia 25 de novembro do ano passado. A travesti realizava programas próximo a um posto de combustíveis da cidade quando o rapaz solicitou o serviço. Ela entrou no carro e os dois percorreram um caminho até as proximidades do bairro Esperança. Foi aí que o criminoso, alegando que o veículo estava sem combustível, saiu do automóvel, pegou uma enxada que estava no porta-malas e voltou para agredir a vítima.

O autor aplicou golpes nas pernas da vítima e disse a ela que cortaria seus membros inferiores e que a mataria. A travesti conseguiu correr e se armou com algumas pedras. Pouco depois, ela conseguiu retornar ao carro antes que Bruno pudesse se aproximar novamente. A vítima dirigiu até o Posto Mineirão, na região central da cidade, e acionou a Polícia Militar (PM).

Os policiais encontraram dentro do carro o documento de identificação do suspeito. A vítima reconheceu o rapaz da foto como o autor da tentativa de homicídio e, após as investigações, o jovem foi preso pela PC no bairro Dom Almir no dia 30. Ele permanece preso no Presídio Professor Jacy de Assis.


De acordo com a delegada do caso, Lia Valechi, Bruno nega qualquer envolvimento no crime e afirma que não tem relações homossexuais, além de ter dito aos policiais que o veículo utilizado no dia da ocorrência não pertence a ele e que o documento encontrado pela PM havia sido extraviado, levando a Polícia Civil a concluir que ele é de fato o autor do crime.

AMEAÇA À VEREADORA

No dia seguinte ao crime, Rodrigues dos Anjos foi visto na Câmara de Uberlândia. Ele esteve no gabinete da vereadora Pâmela Volp, parlamentar que tinha vínculo com a vítima do crime. O jovem foi reconhecido e a PM foi acionada.

De acordo com a vereadora, o criminoso ficou nervoso com o acionamento da polícia e, por isso, fez ameaças. Segundo o relato dela, Anjos disse que “faria com ela a mesma coisa que fez com a travesti”.

O autor será indiciado pelos crimes de homicídio tentado qualificado por motivo torpe, além da ameaça contra a política. Ele já possuía passagem pela polícia por receptação e furto de celular.

Lia Valechi falou sobre o caso em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (8). Confira trecho da entrevista abaixo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jornal Diário de Uberlândia (@diariodeuberlandia) em

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »