26/09/2019 às 19h02min - Atualizada em 26/09/2019 às 19h02min

Saldo de vagas de emprego cai 70% em Uberlândia

Números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério da Economia

O saldo de vagas de emprego – diferença entre a quantidade de contratações e de demissões - caiu cerca de 70% em Uberlândia no mês de agosto, em relação a julho. No mês passado foram criadas 220 novas vagas na cidade, enquanto em julho o saldo havia sido de 738 postos de trabalho. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Ministério da Economia. 

Em relação a agosto de 2018, quando o saldo foi de 53 vagas, houve melhora no número de empregos criados. Os setores de serviços e construção civil se destacaram nas admissões no último mês. No mês passado, foram feitas 8.516 admissões contra 8.296 demissões, o que gerou o saldo positivo para agosto no Município. No acumulado do ano, foram criadas 3.426 mil vagas de trabalho a mais do que o número de dispensas.

O setor que trouxe melhor resultado foi o de serviços, que teve saldo positivo de 170 empregos. O setor foi seguido de perto pela construção civil, com 160 vagas. Em todo o ano de 2019, ambos os setores também apresentam o melhor acúmulo de vagas criadas. Serviços lideram com saldo positivo de 3.389 posições de trabalho abertas e a construção civil abriu 562 empregos desde janeiro.

Ainda sobre o mês de agosto, a agropecuária teve o pior resultado, com 82 demissões a mais que contratações. O segundo pior resultado foi o do comércio, com saldo negativo de 43 vagas no mês passado.
 
ESTADO E BRASIL 
No estado de Minas Gerais houve criação de 5.895 postos de trabalho em agosto de 2019. O resultado foi puxado pelos setores de serviços, que teve saldo positivo de 8,1 mil vagas, e indústria de transformação, com 3,9 mil novas posições. Desde janeiro, mais de 1,1 milhão de empregos foram criados no estado.

Em todo o país, no mês de agosto, o número de vagas adicionais no mercado foi de 121,3 mil. No acumulado de 2019, foram criados 593,4 novos postos de trabalho.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »