25/09/2019 às 11h50min - Atualizada em 25/09/2019 às 15h02min

Jovem é indiciado por matar vizinho após ofensa à irmã em Uberlândia

Suspeito de 18 anos vai responder por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e meio cruel

GIOVANNA TEDESCHI
Barra de ferro foi utilizada no assassinato | Foto: Polícia Militar/ divulgação
João Vitor Martins Santos, de 18 anos, apontado como autor do assassinato do empresário Luiz Carlos Pereira, de 43 anos, que aconteceu no bairro Custório Pereira em Uberlândia, foi indiciado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e meio cruel. A investigação da Polícia Civil terminou nesta terça-feira (24) e o inquérito segue para a Justiça.

De acordo com a polícia, a motivação do crime foram ofensas que a vítima fez à irmã de Santos. Ele confessou o crime e levou os militares até um lote vago, onde descartou a barra de ferro usada para matar o vizinho, depois de apresentar versões controversas do fato. 

O jovem é natural de Alagoas (AL) e mora em Uberlândia há cerca de um mês. Aos militares, ele disse que essa é a maneira que se resolve um problema na sua região. Ele não tem passagens anteriores pela polícia e
 permanece preso no Presídio Professor Jacy de Assis. 

O Diário não conseguiu encontrar a defesa de Santos para comentar sobre o assunto.

ENTENDA O CASO
O homem foi assassinado durante uma briga em uma confraternização no bairro Custódio Pereira. A vítima foi morta com golpes de barra de ferro na cabeça.

 
A ocorrência foi registrada por volta das 6h, na rua Piauí, depois que a esposa da vítima solicitou atendimento. O local se trata de uma colônia de casas e o homem tinha o costume de participar de confraternizações no fim de semana com outros moradores.
 
As testemunhas disseram terem ouvido gritos ainda durante a madrugada de sábado em uma das casas. A PM foi acionada, mas ao chegar ao local o homem já não apresentava mais os sinais vitais. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »