12/09/2019 às 11h48min - Atualizada em 12/09/2019 às 11h48min

UFU precisa de mais de R$ 5 milhões para terminar obra no campus Patos de Minas

Construção do primeiro bloco foi retomada em setembro do ano passado

GIOVANNA TEDESCHI
 As obras do campus da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, seguem em andamento, porém com incertezas para a conclusão no período estimado. Segundo a universidade, o campus ainda necessita do investimento entre R$ 5 a 10 milhões para que a construção do primeiro bloco seja finalizada.

De acordo com o assessor da Reitoria em Patos de Minas, Matheus Gomes, as obras ocorrem desde setembro de 2018 com um orçamento de cerca de R$ 7 milhões, proveniente da UFU, de uma emenda impositiva dos deputados federais de Minas Gerais e também do Ministério da Educação (MEC). “A obra está caminhando com os recursos informados. Com o cronograma que temos estes valores são suficientes até final deste ano. Se conseguirmos estes valores [R$ 5 a 10 milhões que faltam], o prazo para finalização é no final de 2020”, afirmou Gomes.

As obras chegaram a passar por alguns impasses e paralisações devido à suspeita de favorecimento no processo de doação do terreno escolhido pela universidade. Os alunos da instituição na cidade, estudam, atualmente, em prédios alugados ou cedidos pelo Município. São oferecidos cursos de graduação em Biotecnologia, Engenharia de Alimentos, Engenharia Eletrônica e de Telecomunicações, além de mestrado em Biotecnologia e em Engenharia de Alimentos.

 

Durante visita ao canteiro de obras no mês de fevereiro, o reitor Valder Steffen Jr comentou que o empreendimento em andamento corresponde a uma área construída de 5.200 m² e vai permitir a devolução do espaço alugado do Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam) e a concentração das atividades acadêmicas no novo espaço  próprio da UFU. A expectativa era de que o bloco finalizasse ainda neste ano e o restante do complexo ficaria para uma nova etapa a partir da aquisição de recursos adicionais.

A obra foi retomada definitivamente em setembro do ano passado e contempla a construção do bloco multiuso 1APM com quatro pavimentos.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »