02/09/2019 às 15h38min - Atualizada em 02/09/2019 às 15h38min

Uberlândia é reconhecida como destino turístico de categoria A em Minas Gerais

Cidade ocupa lugar com Belo Horizonte e Poços de Caldas; no mapeamento anterior, município pertencia à categoria B

DA REDAÇÃO
Classificação indica que cidade está entre as de maior fluxo turístico, de empregos e de estabelecimentos no setor de hospedagem | Foto: PMU/Divulgação
Uberlândia foi reconhecida, pelo Mapa do Turismo Brasileiro, como uma das três únicas cidades de Minas Gerais com destino turístico de categoria A. Belo Horizonte e Poços de Caldas também ocupam o mesmo lugar que a cidade.

A categorização, realizada pelo Ministério do Turismo, tem como objetivo agrupar as cidades de acordo com o desempenho de suas economias no segmento e os resultados são classificados de A a E. A classificação na categoria A indica que o município está entre os de maior fluxo turístico, de empregos e de estabelecimentos no setor de hospedagem.

A base de dados tem como referência os ministérios da Economia e do Turismo e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), configurando-se como uma forma de ajudar o governo federal a priorizar investimentos.

No mapeamento anterior, publicado em 2017, Uberlândia pertencia à categoria B. Segundo a Prefeitura, a conquista foi o resultado da constante atuação do Município perante a evolução do segmento.

“A subida de categoria no mapeamento feito pelo Ministério do Turismo é um indicador importante do papel exercido por Uberlândia em nossa região. Nosso trabalho tem sido o de buscar cada vez mais condições para o fortalecimento dessa cadeia”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Raphael Leles.

Outras cidades do Triângulo Mineiro também apresentaram bons resultados em relação ao levantamento. Uberaba, Araxá e Patos de Minas se classificaram na categoria B.

DADOS LOCAIS
Uberlândia tem uma forte vocação para o turismo de negócios, mas possui outros diversos atrativos. A cidade também proporciona cultura e lazer com parques, museus, teatros e uma variada agenda de shows. O município conta com gastronomia diversificada, cervejarias artesanais e lugares para a prática de ecoturismo e turismos de aventura e rural.

De acordo com o inventário da cadeia de turismo, elaborado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, a rede hoteleira, incluindo hotéis fazenda, conta com mais de 5,5 mil leitos e taxa de ocupação média de 80%. Em 2018, mais de 1 milhão de embarques e desembarques foram registrados no aeroporto local. Pelo Terminal Rodoviário, o fluxo de pessoas por linhas intermunicipais e interestaduais chegou a quase 2 milhões de embarques e desembarques no último ano.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »