16/08/2019 às 18h48min - Atualizada em 16/08/2019 às 18h48min

​Tribunal aprova prestação de contas de Gilmar Machado referente a 2016

Decisão é da Primeira Câmara do TCE-MG durante sessão na última terça-feira (13)

CAROLINE ALEIXO
Contas aprovadas são do último mandato de Gilmar à frente do Executivo de Uberlândia | Foto: Arquivo/Secom/PMU
As contas do ex-prefeito Gilmar Machado (PT), referentes ao exercício de 2016, último ano do mandato do político à frente da Prefeitura de Uberlândia, foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) na última terça-feira (13). A decisão foi dada pelo conselheiro relator do processo, Sebastião Helvécio, em acordo com os demais conselheiros da Primeira Câmara do Tribunal.

Helvécio seguiu parecer favorável do Ministério Público de Contas protocolado em junho. No documento, o órgão menciona que foram detectadas eventuais irregularidades na abertura de créditos suplementares e especiais superiores a R$ 3,9 milhões, o que poderia acarretar a rejeição das contas.

Entre os valores apontados estava crédito aberto com recurso oriundo de convênio com a União para apoio a projetos de infraestrutura turística da reforma e construção e ampliação do Parque do Sabiá, no valor de R$ 113.940,01.

Gilmar então apresentou a defesa e a unidade técnica concluiu que a irregularidade foi sanada a partir da comprovação de que todos os créditos abertos tinham destinação e recursos disponíveis nos cofres públicos. Diante dos fatos, o procurador do Ministério Público de Contas, Daniel de Carvalho Guimarães, deu parecer prévio pela aprovação das contas.

Nas redes sociais, o ex-prefeito agradeceu à equipe de sua gestão e ressaltou a importância da aprovação das contas. “Esta aprovação, que já era esperada por nós, é resultado do trabalho eficiente e ético que realizamos frente à Prefeitura de Uberlândia, mesmo diante de um dos momentos mais críticos da economia brasileira e de vários ataques e mentiras que enfrentamos”, comentou.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »