24/07/2019 às 14h40min - Atualizada em 24/07/2019 às 14h40min

Cadastro habitacional do Tchau Aluguel termina no dia 31 em Uberlândia

Quem não comparecer terá a inscrição inativada e fica sem ser chamado; apenas 5,8 mil pessoas fizeram atualização

VINÍCIUS LEMOS
Carlos Antônio disse que programa trabalha com renda entre R$ 1,2 mil a R$ 2,6 mil | Foto: Arquivo Diário de Uberlândia
Termina na próxima quarta-feira (31) o prazo para atualização do cadastro dos interessados em se manterem no programa Tchau Aluguel da Prefeitura Municipal de Uberlândia. Dos cerca de 20 mil cadastros existentes, pouco mais de 5,8 mil pessoas convocadas pelo Município atualizaram o cadastro. Quem não comparecer, terá o cadastro inativado.

Desde outubro do ano passado, 18 chamamentos foram feitos pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação, metade deles aconteceu em 2019, sendo que o último foi publicado no dia 19 de julho no Diário Oficial do Município. Os cadastros são de pessoas com renda familiar de até R$ 3,5 mil, contudo o objetivo do Município é apresentar o programa Tchau Aluguel para inscritos na faixa de renda de R$ 1,2 mil a R$ 2,6 mil.

“Nós trabalhamos nesse projeto em parceria com a Caixa, com o público da faixa 1,5 (até R$ 2,6 mil). Agora, inscritos que tinham renda acima nós convocamos para verificar essa renda e, se for o caso, eliminá-los do banco de dados. Os que têm faixa abaixo de R$ 1,2 mil, que teoricamente não poderiam participar, são convocados porque é possível que eles tenham melhorado a renda”, disse Carlos Antônio Silva, assessor da secretaria.

A secretaria, entretanto, não acredita num acúmulo nos atendimentos nos próximos dias por estar próximo à data limite das atualizações. Em média, o Município espera um número inferior a 100 atendimentos diários até o dia 31.

Após a convocação, basta que o interessado se dirija à Diretoria de Habitação, no segundo bloco da Prefeitura, com acesso pela avenida Anselmo Alves dos Santos e apresente os documentos pessoais. O horário de atendimento é das 12h às 17h. A renda ainda não precisará de comprovação, bastando que os valores sejam informados ao Município. Essa informação será levantada quando um possível contrato for pleiteado no futuro. O que deverá ser atualizado são dados como endereço, telefone, composição familiar, entre outros.

Quem não comparecer até o fim do mês, terá a inscrição inativada, mas não ela deixa de existir. Entretanto, enquanto o cidadão não procurar a Prefeitura e atualizar seus dados, ele não será mais chamado em caso de projetos residenciais lançados pelo Tchau Aluguel. Posteriormente ao dia 31 ainda será possível reativar o cadastro.
 
Projetos têm dificuldade
Lançado há pouco mais de um ano, o Tchau Aluguel da Prefeitura de Uberlândia ainda apresenta dificuldades de fechamento de contratos com potencial para o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Ainda no mês de maio mais de 10,8 mil pessoas tinham sido convocadas, mas apenas 144 delas foram pré-aprovadas. A Prefeitura apontou que alguns critérios da Caixa tem sido tem dificultado as adesões aos empreendimentos. Ao todo, o programa poderá ofertar até 1,9 mil unidades habitacionais, sendo 1 mil casas e 900 apartamentos.

Os atuais empreendimentos em andamento pelo Tchau Aluguel estão no bairro Shopping Park, na zona sul, e ao lado do bairro Mansour e da rodovia MGC-497, na zona oeste da cidade. No primeiro projeto, serão 96 apartamentos de 42 m², sendo de dois quartos. O valor será de R$ 128 mil, com o subsídio máximo de R$ 37 mil. Já no segundo projeto, estão previstas cerca de 910 casas com áreas de 49 m² e 54 m². Os valores variam entre R$ 128 mil e R$ 150 mil.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »