01/07/2019 às 12h58min - Atualizada em 01/07/2019 às 17h32min

Moradores fazem novo protesto para ampliação de atendimentos na UAI Luizote

Mobilização pede retorno de especialidades, melhoria nas condições de trabalho e mais segurança em internações; usuários do bairro Guarani também manifestaram

GIOVANNA TEDESCHI
Novo ato de protesto ocorreu durante o domingo (30) em frente à UAI Luizote | Foto: Divulgação
Moradores da zona oeste da cidade realizaram um novo protesto em frente à Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Luizote de Freitas, neste domingo (30), para reivindicar o retorno das especialidades de traumatologia, pediatria e radiologia 24 horas, além da melhoria da segurança nas internações como a troca mais frequente de curativos e de enxovais de pacientes. 

“No ambulatório do Luizote estão faltando médicos. Está demorando, segundo representantes de lá, mais de dois meses para conseguir uma consulta”, comentou a a conselheira de saúde Tânia Lúcia dos Santos. Ela disse também que o PS traumato está trabalhando com apenas um médico por plantão e que os dois médicos pediram demissão porque estavam sobrecarregados. 

Também estiveram presentes no ato moradores do bairro Guarani que, utilizando cartazes, pediram a construção de uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS) na região e melhorias nas condições de trabalho dos profissionais da UBS já existente no bairro, que estariam operando sob pressão no setor de saúde. Segundo Tânia Santos, o conselho recebeu a reclamação da retirada de profissionais que faziam um bom atendimento aos usuários, o que revoltou os moradores. 

Essa é a segunda mobilização dos moradores da região em um mês. Em maio, um grupo de manifestantes já havia realizado um protesto com as mesmas reivindicações também em frente à UAI Luizote.

Na ocasião, o
 assessor técnico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Clauber Lourenço, esclareceu que a rede de saúde enfrenta dificuldades para complementar o quadro com médicos que atendam as especialidades e salientou que o Município vem trabalhando na rede a importância de priorizar a atenção primária principalmente na área de pediatria. Informou ainda que a cidade conta com outras portas de entrada de urgência e emergência para os pacientes.


Por meio de uma nota, a SMS informou que o ambulatório da UAI do bairro Luizote tem quatro ortopedistas e três pediatras para acolher a comunidade. Além disso, disse também que na região ainda há cobertura oferecida pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Tocantins, Guarani e Dona Zulmira com pediatras disponíveis. Todas essas unidades fazem parte do Programa Horário do Trabalhador, que oferece atendimento após as 18h.

 
A secretaria reforçou ainda que a UAI do bairro Luizote é referência no atendimento de ortopedia e que recentemente foi criado um grupo formado por 21 profissionais dessa especialidade que são habilitados a tomar decisões em relação à melhor conduta aos pacientes que estão nas unidades da rede. Os profissionais fazem as avaliações dos pacientes todos os dias, das 7h às 19h.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »