28/06/2019 às 10h46min - Atualizada em 28/06/2019 às 10h46min

Vítima baleada na perna tem alta em Uberaba

Jovem atingida na cabeça segue na UTI em estado grave

DA REDAÇÃO
Cerco foi feito na região para abordar criminosos que participaram dos ataques | Foto: Reprodução/WhatsApp
Uma das vítimas envolvidas na onda de crimes ocorrida em Uberaba nesta quinta-feira (27) teve alta nesta sexta-feira (28), no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), em Uberaba.

O homem que estava no hospital havia sido baleado na perna. Ele seria funcionário de uma concessionária rodoviária e teve o carro roubado pela organização criminosa que invadiu a cidade na madrugada de quinta. A assessoria do HC-UFTM confirmou a alta ao Diário de Uberlândia.

ENTENDA O CASO

Dez homens foram presos e pelo menos onze armas longas, incluindo uma metralhadora .50, foram apreendidas no fim da manhã desta quinta-feira (27), depois de ataques a três agências bancárias em Uberaba. Os criminosos invadiram a cidade durante a madrugada e fizeram várias pessoas reféns. Houve troca de tiros e ataques contra policiais e até Corpo de Bombeiros. Alguns ataques foram registrados em Uberlândia e a Polícia Militar (PM) acredita que podem ter ocorrido para evitar reforço de efetivo policial ao município vizinho.

A PM de Uberaba informou que dez veículos com cerca de 25 criminosos armados participaram do crime. Quatro pessoas foram feitas reféns e os ladrões trocaram tiros com a polícia durante o ataque a um dos bancos. Um homem foi colocado no capô de um dos carros usados para fuga como escudo humano.

Durante o tiroteio, uma jovem de 21 anos foi atingida na cabeça quando passava pela avenida Doutor Fidélis Reis. Ela foi socorrida com vida e levada para o pronto-socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. A assessoria do hospital confirmou na manhã desta sexta-feira (28) que a vítima ainda está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave.

Os criminosos evadiram pela BR-262 sentido à Araxá e, de acordo com a polícia, um cerco foi feito para interceptar um caminhão em que estavam sete vítimas tomadas como reféns pelos dez homens da quadrilha. Policiais de outras cidades reforçaram o efetivo da PM de Uberaba. Pelo menos dois helicópteros foram usados no cerco, incluindo o Pegasus de Uberlândia.

A soltura das vítimas foi negociada e finalizada já quase no início da tarde. O comando da 5ª Região da Polícia Militar (RPM) esteve no local para fazer a parlamentação com os bandidos, que exigiam a presença da imprensa da região para que fossem negociados os termos da rendição. Eles pediam garantias de integridade física. Depois de duas horas de conversa, os reféns foram soltos e os criminosos se entregaram.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »