13/06/2019 às 13h06min - Atualizada em 13/06/2019 às 13h06min

Curral clandestino é encontrado no Distrito Industrial

Local é utilizado para manejo de animais furtados e roubados em Uberlândia; ninguém foi preso

SÍLVIO AZEVEDO
Local fica no interior de uma Área de Preservação Permanente (APP) de propriedade da Prefeitura de Uberlândia | Foto: Divulgação
Uma operação da Polícia Civil identificou um curral clandestino utilizado para manejo de animais furtados e roubados em Uberlândia, na manhã desta quinta-feira (13). O local fica no interior de uma Área de Preservação Permanente (APP), de propriedade da Prefeitura de Uberlândia, entre a avenida Neuza Rezende e o Anel Viário, no Distrito Industrial.

No momento da chegada dos policiais não haviam animais ou pessoas, apenas a estrutura utilizada por criminosos para o embarque dos animais em caminhões.

Segundo o delegado Daniel Azevedo Batista, o local já era monitorado há oito meses, mas sempre havia desencontro entre os investigadores e os criminosos. “Nós recebíamos informações de que haveria animais guardados aqui. Os investigadores deslocavam durante a madrugada, finais de semana, que os criminosos utilizavam para vir, mas encontravam um ou dois gados soltos, que iam para dentro da reserva e não tinha como fechá-los para descobrir a marca”.

A
partir da apreensão de 25 animais na semana passada, que posteriormente se confirmou como produtos de roubo
, constatou-se a utilização do espaço para fins ilícitos. “Aquele gado não estava aqui, pelo monitoramento. Foram deixados posterior às visitas dos investigadores. Isso demonstra que a estrutura é utilizada diariamente para embarcar gado roubado”, explicou o delegado.

Na ocasião, a Polícia Civil flagrou um caminhão com os animais embarcados, mas como não tinha conhecimento sobre o crime não realizou a prisão do motorista. “O caminhoneiro fala que foi contratado somente para transportar o gado. Ele foi conduzido à delegacia, prestou os esclarecimentos, mas devido à ausência de informações sobre a materialidade do crime de receptação, ele não foi preso em flagrante”.

Somente com uma ação em conjunto com o Sindicato Rural de Uberlândia, que a polícia conseguiu identificar o proprietário e tomar conhecimento do crime. “No dia do roubo do gado, a vítima foi mantida em cárcere, mas conseguiu ver que o caminhão foi em direção ao anel viário. Então tudo indicava que o gado foi conduzido para cá, levado para uma fazenda, e depois retornado para cá”, disse o delegado.

Após a identificação do curral, a Prefeitura de Uberlândia deve tomar as providências para a manutenção da área e bloquear o acesso da estrada vicinal clandestina.

ÁREA DA PREFEITURA
O curral se encontra dentro de uma área de preservação permanente da Prefeitura de Uberlândia. Segundo o assessor de meio ambiente da secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico, Anderson Alves de Paula, o local é utilizado como amenizador dos impactos da poluição causada pelas empresas da região e o trabalho de fiscalização será intensificado.

“Nós estamos atendendo uma demanda da Polícia Civil que, através de diligências sobre furto de gado, chegaram nesse local. Viemos em apoio para fechar o curral, os acessos e recuperar a área danificada. Vamos continuar fiscalizando toda a área e, caso aconteçam outras eventualidades, comunicar as autoridades competentes”, explicou Anderson.

OUTRA OCORRÊNCIA
No trajeto até o local onde se encontra o curral, a Polícia Civil localizou um veículo em uma das estradas vicinais. Segundo o delegado, foi constatado como produto de roubo. “É um veículo que foi roubado e deixado há poucos dias, com característica de desmanche, sem equipamentos de som e rodas".

O carro será apreendido e a investigação será repassada para a Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de veículos.
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »