12/04/2019 às 17h05min - Atualizada em 12/04/2019 às 17h05min

Parque do Pau Furado é contemplado no Programa de Concessão de MG

Programa foi oficializado durante solenidade na Cidade Administrativa com a presença do governador em exercício Paulo Brant

DA REDAÇÃO
Iniciativa propõe melhorar a gestão e conservação do parque | Foto: Reprodução/Facebook
O Governo de Minas deu início, nesta quinta-feira (11), ao Programa de Concessão de Parques Estaduais 2019-2022. A iniciativa propõe melhorar a gestão em 20 unidades de conservação no estado, dentre elas, a do Parque Estadual do Pau Furado, entre Uberlândia e Araguari.

O programa foi oficializado durante solenidade na Cidade Administrativa, com a presença do governador em exercício, Paulo Brant. Na ocasião, foi assinado acordo de cooperação entre as secretarias de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, de Transportes e Obras Públicas, e de Cultura e Turismo, além do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

O objetivo do programa é promover, com parcerias com o setor privado, a gestão dos serviços prestados aos visitantes, com maior qualidade e especialização. Assim, serão oferecidos nas unidades de conservação do estado meios de hospedagem, venda de alimentos e bebidas, atividades de lazer e aventura e venda de souvenires. As medidas garantirão um aumento no número de usuários e incentivo ao turismo.

“Esse projeto é uma forma de o governo criar alternativas para investimento e para a retomada da economia, sem necessariamente utilizar recursos financeiros. Nós sabemos que a situação de caixa do governo no curto prazo é muito difícil. O Estado não pode ficar o tempo inteiro tentando resolver a sua crise financeira, tem que ter políticas propositivas, positivas, e as concessões e parcerias são um caminho enorme para que a gente possa fazer isso”, destacou Paulo Brant.

Minas Gerais possui um dos maiores Sistemas Estaduais de Unidades de Conservação (Seuc) do País, composto por um total de 94 unidades de conservação, totalizando aproximadamente 3,5 milhões de hectares de áreas protegidas. Atualmente, a gestão é feita exclusivamente pelo poder público, bem como a destinação dos recursos para operação e manutenção dessas reservas ambientais.

“Sabemos que, para a gestão pública, planejar é tudo. E é um desafio gerir as unidades de conservação. Essa parceria nos ajudará a avançar em serviços, como trilhas, hospedagens, turismo de aventura e lazer como um todo. Acreditamos que haverá um aumento em 400% no número de visitações”, afirmou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Germano Vieira.

Um comitê executivo foi criado pelas secretarias envolvidas na iniciativa para determinar as regras para o desenvolvimento do programa.

Além do Pau Furado, integram a relação das unidades de conservação selecionadas para fazer parte do programa os parques estaduais do Ibitipoca, do Rio Preto, do Rio Doce, do Sumidouro, da Serra do Rola Moça, do Itacolomi, Biribiri, Serra do Papagaio, de Nova Baden, Uamii, Mata do Limoeiro, Serra do Brigadeiro, Serra Nova, Pico do Itambé, Lapa Grande, Serra das Araras, Serra do Intendente, e os Monumentos Naturais Peter Lund e Gruta do Rei do Mato.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »