29/11/2018 às 08h51min - Atualizada em 29/11/2018 às 08h51min

Moradores do Luizote receberam as escrituras

Evento foi promovido pela Cohab e 70 residências foram contempladas

MARIELY DALMÔNICA
Lucimar Fonseca fez questão de se arrumar num salão de beleza para receber a escritura | Foto: Mariely Dalmônica
Uma espera de mais de três décadas finalmente chegou ao fim na noite de ontem para 70 moradores do bairro Luizote de Freitas que receberam as escrituras de suas residências, construídas pela Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab-MG). A entrega da documentação é resultado de uma parceria da Cohab com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e o evento foi realizado na sede da Associação de Moradores do bairro Luizote de Freitas. Esse foi o primeiro mutirão de entrega de escrituras no bairro.

“Estou muito feliz, foi uma vitória, depois de muita oração e muita lágrima” disse Terezinha de Souza, de 82 anos, uma das contempladas. A aposentada vive no bairro Luizote de Freitas desde que ele foi criado, há mais de 30 anos. “Antes de me mudar, morava de aluguel no [bairro] Tubalina e trabalhava em um frigorífico, foi lá que conseguiram essa casa para nós: eu, meu esposo e dois filhos”, afirmou a moradora, que hoje é viúva e mora com um dos filhos.

Terezinha ficou sabendo do mutirão de negociações e procurou a Cohab para finalmente conseguir a sua documentação. “Eu sempre tive contato com o Aparecido, um funcionário da Cohab, quando eu atrasava algum pagamento, explicava minha situação, ele negociava e parcelava. Hoje a casa está quitada, só faltava a escritura”, afirmou a aposentada.

Lucimar Fonseca, de 66 anos, também está entre as 70 pessoas que receberam a escritura. “Me mudei há uns 30 anos, vim na ‘segunda remessa’ da Cohab. Estou feliz, graças a Deus a casa será minha”, disse a aposentada, que se arrumava em um salão de beleza enquanto aguardava pela entrega da documentação.
Antes de morar no Luizote de Freitas, a aposentada morava no bairro Martins, e quando conseguiu a casa, arrumou os móveis e organizou tudo antes da mudança. “Esperei alguns meses para povoar, aí me mudei em pouco tempo. Hoje moro com meu marido e meu neto, e tenho os mesmos vizinhos de sempre, ninguém deixou o bairro”, afirmou Lucimar.

O evento contou com a presença do presidente da Cohab Minas, Alessandro Marques, e do presidente da Associação de Moradores do bairro Luizote de Freitas, Gilberto Rezende. “Esse é um dos conjuntos habitacionais mais antigos no Brasil. Ainda tem 2.200 casas sem escritura, das 4.200 unidades que construímos. Estamos prevendo outros mutirões para o 1º semestre do próximo ano. Vamos deixar os documentos prontos para as demais famílias e continuar essa parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, com a Associação de Moradores e com a Prefeitura”, disse o presidente da Cohab Minas.

Gilberto Rezende, presidente da Associação de Moradores do bairro, disse que muitas famílias possuem apenas um contrato de compra e venda ou algum inventário, e com a escritura definitiva poderão provar que são donos do imóvel. “Esse processo foi viabilizado para facilitar para os moradores. Inicialmente, tivemos um processo de 180 famílias e já conseguimos para 70 pessoas”, afirmou. Segundo Gilberto, um novo acordo será fechado com a Cohab, para que 70 apartamentos sejam construídos no bairro.
 
O BAIRRO
 
O Luizote de Freitas fica na zona Oeste de Uberlândia e foi criado em 1983. Na época o bairro foi entregue sem a infraestrutura básica, como saneamento, pavimentação e iluminação eficaz. Hoje o bairro já conta com transporte público integrado, escolas de ensino fundamental, médio, creches, CEAI, supermercados, lojas de conveniência, praças e um parque municipal.

Considerado um dos bairros mais populosos de Uberlândia, com mais de 23 mil habitantes, boa parte dos moradores mais antigos veio de cidades vizinhas. O aniversário do bairro é comemorado na mesma data que o da cidade.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »