29/11/2018 às 08h37min - Atualizada em 29/11/2018 às 08h37min

Ambulatório Municipal abre no Centro

Nova unidade tem área de atendimento duas vezes maior que a anterior, com cinco consultórios

VINÍCIUS LEMOS
Foto: Vinícius Lemos
O Ambulatório Municipal de Oftalmologia agora funciona no Centro da cidade. A nova sede, que foi inaugurada na manhã de terça, está no primeiro andar do prédio antigamente ocupado pelo Juizado Especial, na avenida Floriano Peixoto, 1.125. A mudança se deu para ampliação do atendimento e pela melhor estrutura. No local já funciona a Vigilância Sanitária e será instalado ainda a Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP).

Solicitado pela reportagem do Diário, a Prefeitura não soube informar qual o número de pessoas que aguardam na lista de espera por procedimentos. Segundo a Secretaria de Saúde, a mudança para o prédio, que é alugado pela Prefeitura, era planejada desde o ano passado. Efetivamente, os atendimentos na nova sede começaram na última semana. Há 20 anos, aproximadamente, o ambulatório funcionava na avenida Rondon Pacheco, no bairro Vigilato Pereira, contudo, a estrutura era considerada ultrapassada para a demanda já atendida, além de apresentar problemas como infiltrações.

O secretário da pasta, Gladstone Rodrigues da Cunha, informou que outro ganho com a nova sede é a localização central. “Na avenida Rondon Pacheco, o acesso por ônibus não era tão fácil. Surgiu a oportunidade do prédio próximo ao Terminal Central, em local plano e com elevador. Vai facilitar acesso aos serviços. Aqui também há um espaço maior e há mais condições de trabalho”, afirmou.

Ainda com informações da Prefeitura, a área de atendimento dobrou e terá até cinco consultórios, três a mais que na antiga sede. O ambiente conta com novo mobiliário, sistema refrigerado para armazenamento de medicamentos e melhoria no sistema de comunicação.

EMENDA

Duas novas cadeiras com equipamentos completos para atendimentos no ambulatório são aguardadas. Ao custo de R$ 300 mil, esse material poderá aumentar em pelo menos 50% o número de pessoas atendidas no centro oftalmológico do Município. O dinheiro veio de emenda parlamentar do atual prefeito Odelmo Leão, quando ainda era deputado federal. O valor total era de R$ 6 milhões, montante a ser aplicado na compra de equipamentos para toda a rede em Uberlândia, incluindo o Hospital Municipal.

Todavia, como informou Gladstone Rodrigues, ainda não existe uma previsão de entrega das cadeiras, já que os equipamentos passam por processo de compra.

ATENDIMENTOS

O ambulatório existe desde o final de 1995. A média de atendimento era de 40 pessoas por dia útil. Entre os trabalhos desenvolvidos no ambulatório estão consultas oftalmológicas, exames de refração, tonometria, fundoscopia e biomicroscopia. Procedimentos como paquimetria, campimetria computadorizada e retinografia são feitos por meio de convênios municipais com clínicas locais, a partir de encaminhamentos do ambulatório.

No primeiro atendimento recebido pela filha do motorista Luis Carlos Viana, a avaliação foi positiva. “Foi bem fácil e rápido. Minha filha Ana Luiza tem miopia no olho esquerdo e logo fomos encaminhados para cá. O espaço é bom”, disse o pai.
 
DESDE JUNHO
Imóvel também abriga a Vigilância Sanitária
 

Desde o final do mês de junho deste ano, a Vigilância Sanitária também funciona de maneira provisória no segundo andar do mesmo prédio onde foi instalado o Ambulatório Municipal de Oftalmologia, na avenida Floriano Peixoto. O órgão municipal tinha sede própria no bairro Tibery, mas teve que ser tirado do local por causa de problemas estruturais encontrados, como uma laje, que se mostrava frágil.

A situação do prédio hoje é precária e o imóvel terá que ser demolido, de acordo com o secretário de Saúde, Gladstone Rodrigues. Por isso, os funcionários da Vigilância, em 2015, foram transferidos para o anexo II da Saúde, no Santa Mônica, na zona leste. Uma nova sede definitiva aguarda condições financeiras do Município para ser construída, no mesmo local onde funcionava a Vigilância, no bairro Tibery. Não existe prazo nem valor definidos, ainda que haja um projeto já montado. “Não estão especificados os detalhes do projeto, há apenas o projeto básico”, disse o secretário.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »