25/05/2018 às 09h36min - Atualizada em 25/05/2018 às 09h36min

Azeredo perde salário de R$ 25 mil como consultor da Fiemg

DA REDAÇÃO
 
A Fiemg (Federação das Indústrias de Minas Gerais) rescindiu o contrato de consultoria com o ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB) devido a sua prisão na última quarta (23). Desde 2015, o ex-governador, que é engenheiro, prestava consultoria para a área internacional da Fiemg com um salário de R$ 25 mil por mês. Em nota, a federação informou que em razão da decisão da Justiça o contrato foi rescindido. 

De qualquer forma, mesmo sem a prisão, o contrato com Azeredo poderia ser encerrado neste mês, quando uma nova gestão assume a entidade. Ontem, uma cerimônia marcou a transmissão do mandato do presidente Olavo Machado Júnior para o seu sucessor eleito Flávio Roscoe. 

Azeredo foi condenado a 20 anos e um mês de prisão por peculato (desvio de dinheiro público) e lavagem de dinheiro no esquema conhecido como mensalão tucano. Após perder todos os recursos na segunda instância da Justiça, sua prisão foi determinada na terça (22). 

Ele se entregou à Polícia Civil na tarde de quarta e, por determinação da Justiça, cumpre pena em um batalhão do Corpo de Bombeiros em Belo Horizonte, a cerca de um quilômetro de onde morava, em uma zona nobre da capital.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »