18/05/2018 às 14h20min - Atualizada em 18/05/2018 às 14h20min

Temer é vaiado em visita a Patos de Minas

Presidente esteve na cidade para entrega de casas do Minha Casa Minha Vida

FOLHAPRESS | PATOS DE MINAS
Michel Temer durante entrega de casas em Patos de Minas | Foto: Cesar Itiberê/PR

O presidente da República, Michel Temer (MDB), fez promessas na entrega de casas e foi alvo de protesto em Patos de Minas (MG) nesta sexta-feira (18).

Temer chegou à cidade mineira no início da manhã e visitou o Hospital São Lucas, administrado desde o ano passado pelo ex-prefeito de Montes Claros Ruy Muniz - que ficou conhecido nacionalmente por ter sido preso um dia depois de sua mulher, a deputada federal Raquel Muniz (PSD), ter votado pela abertura de processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff, em abril de 2016.

Em seu voto, ela disse que tomava aquela decisão "para dizer que o Brasil tem jeito" e que o então "prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão". Muniz foi solto em julho daquele ano.

Do hospital, Temer foi aos condomínios residenciais Pizolato 1 e 2 para fazer a entrega oficial do empreendimento, que integra o Minha Casa Minha Vida.

Além dele, o ministro Alexandre Baldy (Cidades), o ex-ministro Henrique Meirelles (Fazenda) e a deputada Raquel estavam entre os presentes no palco do evento.

Em discurso que não chegou a três minutos, Temer fez a promessa de mais moradias para a cidade e que vai estudar obras viárias pedidas para uma avenida que da acesso à região do residencial.

Ele disse ainda ter ideia da importância do programa habitacional Minha Casa Minha Vida e que, por isso, mais 700 mil unidades serão feitas no país.

Foram entregues 627 imóveis dos condomínios e outras 173 moradias serão disponibilizadas em futuras etapas. O investimento nas 800 casas é de R$ 48 milhões, segundo a prefeitura.

Esta foi a primeira visita de um presidente à cidade desde a década de 70.

VIVA LULA

Quando uma família foi chamada ao palco para receber as chaves da nova casa das mãos de Temer, uma mulher que participava do evento gritou "viva Lula". Foi aplaudida por duas pessoas que estavam ao seu lado. Três minutos depois, a mesma mulher gritou "Fora, Temer" duas vezes e "Lula livre".

Após o evento no interior de Minas, o presidente embarcou para São Paulo, para participar de evento com empresários.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »