26/04/2018 às 17h20min - Atualizada em 26/04/2018 às 17h20min

Ataques a ônibus em Uberlândia já causaram prejuízo de R$ 4 milhões

MARIELY DALMÔNICA | REPÓRTER
Um dos ataques foi realizado no bairro Jardim Ipanema, zona leste de Uberlândia | Foto: Érico Gabriel
 
Um ônibus da empresa Sorriso, dois da São Miguel e três da Autotrans sofreram ataques nos últimos dias. O diretor do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Triângulo Mineiro (Sindett), Alaor Morais, contou que o prejuízo dos seis ônibus queimados ficou em cerca de R$ 4 milhões. Carros-reserva das três empresas de transporte público de Uberlândia estão sendo utilizados para substituir a frota comprometida.

Morais ainda disse que as empresas estão arcando com tudo. "As frotas não possuem seguro contra incêndio, então todos os ônibus estão sendo substituídos. Agora terão que repor a reserva".

O diretor do sindicato também contou que os motoristas foram alertados. "Eles devem ter muito cuidado no início da manhã e à noite, evitar ficar parado por muito tempo. E se notar algum movimento suspeito, acionar a empresa e a PM".

Morais disse que irá responder sobre a recomendação do Ministério Público sobre a retirada dos ônibus de circulação em outro momento.

De acordo com Márcio Dúlio, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo de Uberlândia (Sinttrurb), os motoristas estão preocupados e em situação de risco. "Até o momento, somente o patrimônio foi estragado, mas estamos todos em estado de alerta".

POVO FALA

Usuários estão em clima de pânico 



"Por mais que queiram chamar a atenção, estamos todos sendo prejudicados e correndo risco. Na verdade, todos os ônibus estão superlotados, se faltar ônibus, só vai piorar" (Rejane Medeiros)


"Eu sou nova na cidade e estou achando isso assustador. Não pego ônibus diariamente, mas minha filha e meu esposo estão pegando todos os dias e estamos preocupados. Espero que tomem uma providência" (Mirian Pereira)


"Acho a situação crítica, a cidade já tem muita gente para pouco ônibus. As pessoas estão com medo de pararem o veículo que elas estão" (Túlio Cordeiro)
 

"Está muito perigoso, minha mãe também está bem preocupada, se ela passar por uma situação dessas pode se sentir mal" (Fernanda Abadia) e "Precisamos andar de ônibus e ficamos com medo. Ultimamente estou evitando andar à noite" (Larissa Oliveira)

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »