11/04/2018 às 16h32min - Atualizada em 11/04/2018 às 16h32min

Grupo explode bancos e toca o terror em Passos

MARCELO TOLEDO | FOLHAPRESS
Superassalto aterrorizou moradores e deixou rastros de destruição na cidade | Foto: Reprodução/Redes Sociais
 
Uma quadrilha com até 20 criminosos explodiu dois bancos, deixou parte de Passos, no sul do Estado, sem energia elétrica, queimou ônibus para interditar uma rodovia e fugiu com dinheiro e joias na madrugada de hoje. Desde o último dia 6, oito bancos foram atacados na região.

A ação começou à 1h30 desta quarta na avenida Arouca, com explosões nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, e durou mais de uma hora.

Segundo relatos de policiais, no Banco do Brasil o grupo levou dinheiro que estava no cofre e, na Caixa, dinheiro e joias guardadas no setor de penhor.

Após os roubos, os assaltantes, armados com fuzis e metralhadoras, atiraram em transformadores de energia elétrica, o que deixou parte de Passos no escuro. Policiais militares trocaram tiros com os criminosos, que conseguiram fugir.

Há suspeita de que ao menos um dos ladrões tenha sido ferido a tiros. Na rodovia MG-050, um ônibus foi queimado pelos assaltantes e usado para bloquear as duas pistas e atrapalhar a ação policial.

Até a tarde de hoje, parte da quadrilha estava sendo procurada na zona rural de Passos, pois teria se separado dos outros veículos.

Os reflexos do roubo eram visíveis e atrapalhavam a rotina dos moradores da cidade na quarta-feira. Além dos dois bancos fechados, parte da cidade permaneceu sem energia na manhã e as aulas na rede municipal de ensino foram suspensas.

"Foi pânico total, a gente nunca espera algo assim. Parecia que não ia acabar nunca mais", disse o vendedor Jeferson Silva, que mora próximo à região dos ataques.

O prefeito de Passos, Carlos Renato Lima Reis (PSD), publicou comunicado em que diz estar em contato direto com os comandos das polícias Civil e Militar e que se solidariza com os moradores da cidade. "[As polícias] Estão tomando todas as providências necessárias para oferecer segurança a todos os moradores da nossa cidade. Ressalto a importância de unirmos forças para prosseguir a nossa luta em prol da segurança da nossa cidade."

DINAMITE

A polícia encontrou um carro usado no crime com munições. No ataque aos bancos, algumas bananas de dinamite não explodiram, o que fez com que o grupo de operações especiais da PM se deslocasse ao local para desarmá-las.

O Banco do Brasil informou, por meio de sua assessoria, que não há previsão de normalização do atendimento na agência de Passos e que clientes que necessitarem podem se dirigir à agência de Itaú de Minas, aos postos do Banco Postal ou às lotéricas da cidade.

O banco não informou o montante levado pelos criminosos. A reportagem procurou a assessoria da Caixa Econômica Federal, que não respondeu até esta publicação.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »