10/04/2018 às 05h02min - Atualizada em 10/04/2018 às 05h02min

Av. Segismundo passa por mudanças de sinalização

Placas foram retiradas e sinais horizontais devem ser alterados até sexta-feira

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER
Corredor de ônibus tem previsão de início de operação para até o fim deste mês | Foto: Vinícius Lemos

Começaram as mudanças na sinalização ao longo da avenida Segismundo Pereira, a pouco menos de um mês para vencer o prazo para o início das atividades do corredor de ônibus da via e do Terminal Novo Mundo. Apenas placas foram retiradas por enquanto, mas a Prefeitura promete modificações na sinalização horizontal ainda nesta semana. A contratação da empresa que vai fazer esse e outros serviços pela cidade ficou em R$ 8,6 milhões.

A reportagem do Diário de Uberlândia voltou a percorrer a avenida cerca de 40 dias após publicar matéria que relatava a dificuldade dos motoristas em trafegar pelo bairro Santa Mônica e cruzar a Segismundo Pereira. Quase nada mudou desde então, mas foram retiradas as placas que sinalizavam a faixa por onde os ônibus vão trafegar e que a indicavam como preferencial. Ainda em janeiro, a promessa do secretário de Trânsito, Paulo Sérgio Ferreira, era de que a faixa fosse exclusiva para o transporte público.

Demais mudanças não foram citadas pela Prefeitura, o que pode ter ligação, inclusive, com a circulação na avenida. Também no início do ano, o secretário afirmou ao Diário que estudava a possibilidade de readequações nos cruzamentos com a avenida Segismundo, revisões dos semáforos e na altura das travessias elevadas.

A empresa Sinalização de Trânsito Industrializada (Sitran) foi contratada por meio de licitação para serviços como sinalização horizontal e vertical. O contrato prevê ainda instalações de semáforos, placas de identificação de logradouro público e a geometria das vias. Os serviços não serão exclusivos para o corredor, ainda que o Município tenha informado que as readequações comecem até sexta-feira (13) e o prazo para início do uso do corredor tenha sido mantido ainda para este mês.

Com cerca de 7% das obras a serem finalizadas, Prefeitura e a empresa responsável pelo corredor e pelo terminal firmaram, em dezembro de 2017, um aditamento de prazo, com ultimado para entrega com condições de funcionamento. A execução foi retomada em janeiro e tinha até fevereiro para ser finalizada. Apesar de não haver contrapartida do Município naquele momento, segundo a Settran, as readequações em todo o conjunto vão gerar gastos, cujos valores não foram informados.

O terminal continua fechado e não há trabalho aparente no local, assim como as estações ao longo da avenida.

PASSAGEIROS

O auxiliar de serviços gerais Valdir Cassiano disse que ficaria satisfeito se pelo menos as estações funcionassem na avenida. “A gente fica nessa marquise esperando o ônibus e em um dia chuva a gente molha do mesmo jeito. Ficar vendo essa estação parada é difícil, viu?”.

A dona de casa Clemilda Almeida, que é moradora do bairro Alvorada, afirmou que o Terminal facilitaria o deslocamento, mas que não tem muita esperança de que vá funcionar tão cedo. “Tem um tempão que está aí parado, que nem parece que vai funcionar”.

O PROJETO

A execução do projeto teve início em junho de 2015 e inclui 11 estações de embarque e desembarque ao longo dos 4,5 km de extensão da avenida Segismundo, além do Terminal Novo Mundo. Apesar da previsão de entrega para abril de 2016, a data acabou prorrogada por diversas vezes.

A Settran também informou que contratos de limpeza e vigilância para o terminal já estão adiantados. Nove linhas de ônibus devem atender inicialmente à demanda máxima de 259,2 mil passageiros da região leste de Uberlândia. O corredor, segundo cálculos da secretaria, deve diminuir em 20 minutos o tempo de deslocamento para o Centro da cidade.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »