10/02/2018 às 05h40min - Atualizada em 10/02/2018 às 05h40min

Carnaval tem de blocos independentes a jazz

Programação em Uberlândia tem atividades até a próxima terça-feira

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Luiz Salgado leva sua música regional ao Carnaval do Alfaiataria Pub neste sábado / Foto: Lilian Salgado/Divulgação

Produtores uberlandenses trazem boas ideias para quem vai ficar na cidade nestes dias de Carnaval e procuram opções diferentes na falta dos desfiles na avenida ou mesmo da programação independente das escolas de samba locais. Inspirados pelo movimento dos blocos que acontece em diferentes cidades brasileiras foi criado o Karnaval Não-Oficial do Udão. “A ideia é que as pessoas se juntem aos blocos e se divirtam”, disse um dos produtores, Luiz Gustavo Miotto.

Hoje, a partir das 15h tem “Um temporal Karnal de Verão” na Rua Geralda Francisca Borges, 180, São Jorge, regado a música eletrônica. Para participar do bloco recomenda-se mestre sala e porta bandeira, glitter, traje de banho, óculos escuros espelhados, sereio, camiseta cropped de time de futebol da segunda divisão e afins. Entrada franca.

Amanhã e segunda (12), na área externa do Teatro Municipal tem o Bloco do Pexim, com pagode anos 90, axé, funk “das antigas” e forró a partir das 15h. Obrigatório o uso fantasia ou roupa de banho para aproveitar a estrutura que montarão no espaço. Não haverá cobrança de ingresso.

Ainda na segunda, das 17h às 23h, na Rua José Ayube, 361, no Lídice, tem ritmos latinos e tropicais, afrosounds, summer eletrohits, axé 90 e pagodinho, baile funk nostálgico e hits carnavalescos com os Inimigos da Segunda. O ingresso antecipado custa R$ 5. Na porta, R$ 7 com fantasia e R$ 10 sem fantasia. De lá, às 23h59 sai o bloco Proibido Dançar Mas Se Quiser Pode que vai peregrinar pelos bares da cidade.

Para encerrar, na terça-feira (13) tem o bloco Corpo Sensual, das 15h às 22h, na Praça Clarimundo Carneiro, no Fundinho. A proposta brinca com ideia de corpo ideal. Traje sugerido: ginástica dos anos 80, que também será um dos sons principais que contará ainda com eletrohits dos anos 90, Disco e Dance. Participação livre.

O Alfaiataria Pub (Rua Barão de Camargos, 614, Centro) também está com programação dedicada a um Carnaval menos convencional. “A abertura na quinta-feira foi muito bacana, tivemos casa cheia e a expectativa é que assim seja até na terça-feira”, disse o produtor Robson Ferraz.

O preço para cada dia é único, R$ 7 de couvert artístico. Hoje o som fica por conta do regionalismo de Luiz Salgado, sempre uma boa pedida, a partir das 21h. Amanhã tem Carna Jazz com Amanda Cabral cantando Amy Winehouse, também a partir das 21h. Na segunda e na terça os shows começam às 19h e serão com Dino Gaiah com samba e marchinhas e Mari Simões com samba e música baiana, respectivamente.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »