01/02/2018 às 18h13min - Atualizada em 01/02/2018 às 18h13min

Municípios definem enfrentamento à Febre Amarela

DA REDAÇÃO
Estratégias são traçadas para evitar proliferação da doença na região de Uberlândia / Foto: Priscila Fujiwara

Todos os 18 municípios da Regional de Saúde de Uberlândia estabeleceram nesta semana as prioridades no enfrentamento à febre amarela, que foram consolidadas em seus planos municipais. O principal objetivo é evitar que os casos da doença cheguem na Regional de Saúde de Uberlândia. Com 87% de pessoas imunizadas e nenhum caso de febre amarela registrado na região, a diretriz estadual é aumentar a cobertura vacinal.

O plano engloba medidas que direcionam as ações de vacinação casa a casa na zona rural, mutirões de busca para atualização dos cartões de vacinação em escolas, creches, comércios, unidades prisionais e pontos estratégicos; mobilização social direcionada a formadores de opinião e lideranças comunitárias; integração e alinhamento das equipes de Atenção Primária e Vigilância Epidemiológica, principalmente entre os agentes comunitários de saúde e os de endemias; assistência adequada em caso de febre amarela como diagnóstico e encaminhamento ao hospital de referência quando necessário; além do alinhamento dos procedimentos para o controle do Aedes aegypti.

“O planejamento é fundamental porque define e alinha as medidas a serem adotadas em caso suspeitos de febre amarela em humanos e procedimento de investigação em caso de epizootia (contaminação animal)”, explicou a coordenadora de vigilância em saúde da Regional de Uberlândia, Rosana Gervásio.

“Para isso, estamos supervisionando e orientando os municípios na elaboração de seus planos municipais. É importante também mantermos sempre todos os sistemas de informação atualizados para facilitar o fluxo de informações entre o estado, regional, municípios e ministério. É a partir dele que podemos nos antecipar e reforçar as ações, como envio de vacinas em áreas que precisem de intensificação”, completou.

Durante a reunião para a elaboração do plano, foram conferidos os cartões de vacinação das equipes de saúde e aplicado questionário para identificar pontos de dúvidas entre os participantes. “Temos que ter um olhar atento e cuidadoso com os trabalhadores de saúde que estão na linha de frente imunizando a população. Precisamos checar se dentro de casa estão todos imunizados”, finalizou a coordenadora.

O próximo passo é aprovar o Plano de Enfrentamento à Febre Amarela no Conselho Municipal, para o mesmo ser entregue, finalizado, à Regional de Uberlândia, que irá traçar as estratégias regionais a partir das realidades locais.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »