24/01/2018 às 19h12min - Atualizada em 24/01/2018 às 19h12min

MP denuncia prefeito por crime de peculato

DA REDAÇÃO
 
O prefeito de Patrocínio, Deiró Moreira Marra, foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por crime de peculato praticado durante seu mandato como deputado estadual, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), entre fevereiro de 2007 e fevereiro de 2010. Nesse período, de acordo com o MPE, Deiró teria desviado a remuneração do cargo em comissão ocupado por uma servidora lotada no gabinete dele, no total de R$ 208.173,93.

Segundo a denúncia, Deiró Moreira Marra desviou dinheiro público de forma continuada, em benefício próprio, com a colaboração de duas servidoras da ALMG, recebendo o valor total da remuneração que caberia a uma delas.

Ainda segundo o MPF, durante as investigações ficou comprovado que, o então deputado estadual inseriu em sua defesa uma Ata Notarial falsificada por ele, em conluio com o procurador-geral de Patrocínio e com o oficial do Cartório de Registro Civil e Notas do município mineiro de Ponte Firme.

Com o intuito de encobrir a prática dos desvios de dinheiro público, ele fez inserir no documento, ideologicamente falso, que a servidora teria recebido seus vencimentos corretamente e que a ata teria sido firmada no Cartório de Registro de Notas de Ponte Firme.

Por meio de nota, o prefeito Deiró Moreira Marra disse que “todas as provas serão apresentadas ao Tribunal de Justiça para esclarecer os fatos e serem declaradas falsas todas as acusações.” Ele afirma ainda que aguarda notificação do judiciário para apresentar sua defesa, e, consequentemente, a verdade dos fatos".
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »