09/01/2018 às 15h23min - Atualizada em 09/01/2018 às 15h23min

Marília Mendonça tem bens bloqueados após cancelar shows em Araguari

ISABEL GONÇALVES | REPÓRTER

A cantora Marília Mendonça teve parte dos bens bloqueados após uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), divulgada na segunda-feira (8). A medida visa garantir recursos para ressarcir fãs da cantora que compraram ingressos para dois shows cancelados em Araguari. As apresentações ocorreriam nos meses de fevereiro e março de 2017, mas não foram realizadas.

Ao todo, foram bloqueados R$ 100 mil em bens da cantora, da contratante do show e da Workshow, produtora do evento, em cumprimento à determinação do juiz Márcio José Tricote, da 3ª Vara Cível de Araguari. O valor foi dividido entre os três réus e, desse modo, cada um teve cerca de R$ 33 mil bloqueados.

O primeiro show ocorreria no dia 3 de fevereiro de 2017, mas foi remarcado para 9 de março por causa de uma forte chuva que atingiu a cidade. A nova apresentação também foi cancelada sob a mesma alegação de más condições climáticas.

Conforme o processo, consumidores procuraram o Procon-MG para reaver o dinheiro gasto com o ingresso, que não foi ressarcido. Ainda em março, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os produtores do evento para que os consumidores fossem reembolsados até o dia 27 de março de 2017, o que não ocorreu.

Desse modo, o MPMG entrou com uma ação por danos morais em julho do ano passado. A determinação de bloqueio dos bens foi emitida no dia 12 de setembro e segue até o presente momento.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa de Marília Mendonça afirmou que a responsabilidade referente aos eventos cancelados é inteiramente da empresa contratante, conforme estipulado em contrato. Por esta razão, “torna-se totalmente inapropriada e indevida a cobrança feita à cantora e ao seu escritório agenciador”.

Conforme as informações presentes no site do TJMG, uma audiência de conciliação está prevista para o dia 18 de janeiro.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »