05/01/2018 às 19h00min - Atualizada em 05/01/2018 às 19h00min

Interior é excluído de sistema do Detran

DA REDAÇÃO

O sistema para parcelamento de multas, impostos e outros débitos incidentes sobre veículos adotado pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) funcionará, inicialmente, somente em Belo Horizonte. A novidade foi divulgada em dezembro do ano passado com a notícia inicial de que seria implementada em todo o Estado.

De acordo com Detran-MG, por questões técnicas, não foi possível disponibilizar o sistema em todos os 853 municípios de Minas Gerais. O órgão afirma que um cronograma para expansão do serviço será divulgado em breve.

Visando melhorar a arrecadação do Estado, o sistema, quando implementado, permitirá que impostos e outras cobranças relativas a veículos sejam pagos com cartões de débito ou crédito. Os proprietários que optarem pelo pagamento via cartões terão a situação de seu veículo imediatamente regularizada. Até três cartões de crédito poderão ser utilizados durante a operação, o que facilita a quem não tem saldo ou crédito suficiente para saldar a dívida por completo.

O pagamento por meio dos cartões é válido apenas para débitos estaduais, como multas lavradas pela Polícia Militar ou os impostos e taxas do Detran-MG. Cobranças veiculares municipais ou federais não estão inclusas.

Ainda segundo o Detran-MG, os custos da operação variam conforme a opção de parcelamento escolhida pelo cidadão, que será informado no momento da transação. A opção de parcelamento é uma operação de crédito a ser contratada pelo cidadão junto às empresas credenciadas pelo Detran-MG. A operação estará sujeita a juros praticados pelo mercado a serem pagos à operadora do cartão.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »