05/10/2017 às 05h15min - Atualizada em 05/10/2017 às 05h15min

290 funcionários da JBS em Uberlândia são demitidos

Empresa atribuiu desligamentos à queda de exportações para a Ásia

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
JBS Couros funciona no Distrito Industrial de Uberlândia / Foto: Reprodução/Google

 

Cerca de 290 funcionários serão desligados da filial JBS Couros em Uberlândia a partir do dia 16 deste mês. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Coureiros de Minas Gerais, questões envolvendo um acordo de exportação com o Vietnã, na Ásia, e a situação política em que a empresa, ligada ao grupo J&F, está envolvida, são os motivos das demissões. Os cortes representam 40% do quadro de funcionários da empresa na cidade.

De acordo o presidente do sindicato, Nilton Satil Parreira, houve uma reunião na semana passada onde uma lista com os nomes que seriam dispensados foi apresentada. A partir daí, iniciaram as negociações para que houvesse um acordo entre as partes.

“Disseram-nos que todo o material produzido aqui era exportado para o Vietnã e que o país também havia começado a comprar couro dos Estados Unidos por um preço menor e com o custo de transporte mais baixo, diminuindo bastante o que eles importavam da fábrica em Uberlândia”, afirmou Parreira.

Sobre as negociações, o presidente disse que duraram cerca de seis horas, e o objetivo desejado pelos funcionários não foi alcançado. “Inicialmente ofereceram uma bonificação de R$ 500 mais uma cesta básica para que fosse desligado, e fizemos a contraproposta de três salários mínimos para cada funcionário demitido e cesta básica até dezembro”, afirmou Parreira.

O acordo final ficou firmado em R$ 1,2 mil por funcionário e cesta básica no valor de R$ 175 até janeiro de 2018. Os desligamentos começarão no dia 16 de outubro e serão finalizados em 12 dias úteis. 

O operador de máquinas Adriano Ferreira Andrade foi um dos funcionários desligados e disse que ninguém esperava que isso fosse acontecer. “Há algum tempo nos disseram que o setor estava em baixa, mas que não precisaríamos ficar preocupados. Mas na última semana veio essa bomba. Se tivessem avisado antes a gente teria feito economia, porque todos têm família para cuidar. Agora temos que esperar o acerto e buscar um novo emprego, em um país onde não existe”, afirmou Andrade. 

Por meio da assessoria de imprensa, a JBS Couros informou “encerrou um turno de sua unidade de Uberlândia. A medida foi tomada a fim de ajustar a demanda de produção às questões de mercado. A Companhia trabalha para absorver os colaboradores demitidos em outros negócios da JBS".


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »