04/10/2017 às 18h40min - Atualizada em 04/10/2017 às 18h40min

Bombeiro é preso por atirar em homem em briga

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER

Uma festa no bairro Mansour, na zona oeste de Uberlândia, terminou com agressões e disparos de arma de fogo na madrugada de hoje. Quatro pessoas foram presas, dentre elas, um militar do Corpo de Bombeiros, suspeito de tentativa de homicídio.

De acordo com a Polícia Militar (PM), militares foram até uma casa no bairro, momentos antes da confusão, devido a uma denúncia de perturbação de sossego. Em virtude desse fato, participantes da festa foram até a casa do militar do Corpo de Bombeiros, de 52 anos, o culpando pelo acionamento da PM.

Alguns suspeitos teriam começado a chutar o portão da casa do militar, que, junto à esposa, saiu para ver o que estava acontecendo. Nesse momento, os participantes da festa teriam começado a espancar o casal, inclusive com um pedaço de madeira.

Para se defender, o militar avisou que estava armado e deu um tiro para cima. Um homem de 53 anos tentou agredi-lo com o pedaço de madeira e foi atingido por um disparo na barriga. Ele foi levado para o hospital, onde passou por cirurgia e, até o fechamento desta edição, o estado de saúde encontrava-se estável.

Três pessoas foram presas pelas agressões. A esposa do militar também foi levada para um hospital, atendida e já teve alta. O militar foi preso por tentativa de homicídio.

 

CORPO ENCONTRADO

Um corpo ainda não identificado foi encontrado na manhã de hoje, próximo à Ponte do Arame, nos fundos do bairro São Jorge, na zona sul de Uberlândia. De acordo com a PM, pessoas que passavam pelo local avistaram o corpo e ligaram no 190.

O corpo estava em meio a entulhos de construção e outros lixos orgânicos na margem da estrada. A perícia foi acionada e confirmou que a vítima estava com uma lesão na cabeça e uma perfuração no abdômen, provavelmente causada por arma branca. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) e aguarda por identificação.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »