26/07/2017 às 18h53min - Atualizada em 26/07/2017 às 18h53min

MST ocupa fazenda de Eike Batista em Minas Gerais

200 famílias estão na área localizada na região metropolitana de BH

AGÊNCIA BRASIL | BRASÍLIA
Eike Batista é dono da empresa MMX, proprietária da fazenda / Foto: Fernando Frazão/ Arquivo Agência Brasil

 

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) informou ter ocupado novas fazendas no país, com parte das manifestações da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária e contra as reformas propostas pelo governo do presidente Michel Temer. Desde ontem (25), foram ocupadas, conforme o MST, terras de pessoas acusadas, no cumprimento de função pública, de atos de corrupção, como lavagem de dinheiro, favorecimento ilícito, estelionato e outros.

Os sem-terra ocuparam na madrugada de hoje (26), um complexo de fazendas com cerca de 700 hectares, em São Joaquim de Bicas, próximo a comunidade Nazaré, região metropolitana de Belo Horizonte. As terras fazem parte da empresa MMX, de Eike Batista.

Segundo o movimento, as terras encontram-se abandonadas após exploração mineral desordenada. 

Desde 8 de março deste ano, 600 famílias, ocupam a fazenda Santa Terezinha, no município de Itatiaiuçu, também do empresário, acusado de corrupção e que está em prisão domiciliar.

Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Militar de Minas Gerais confirma que recebeu um chamado sobre invasão de propriedade no local. Segundo a PM, cerca de 80 pessoas estão no complexo. A PM está no local e acompanha o movimento, que segue pacífico. A Agência Brasil não conseguiu contato com a MMX.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »