22/06/2017 às 05h58min - Atualizada em 22/06/2017 às 05h58min

ONG arrecada doações para a África

Campanha pretende levar 16 toneladas de produto ao país em agosto

LETÍCIA PETRUCCELLI | APRIMORAMENTO PROFISSIONAL
A ONG desenvolve diversas ações no continente africano / Foto: Thiago Mesquita

 

A ONG Missão África, de Uberlândia, está arrecadando medicamentos, materiais hospitalares e leite em pó para levar ao Hospital Central da Beira, o segundo maior de Moçambique. Ao total, são esperadas 16 toneladas de produtos. As doações podem ser feitas até o dia 15 de julho. “Nosso foco é levar produtos hospitalares, mas se houver doações de alimentos, também serão entregues. Pedimos a quem for doar leite em pó, que doe de saquinho, porque é mais leve”, diz uma das fundadoras da ONG,a médica pediatra Juliana Freitas.

A campanha, que busca minimizar as condições precárias do Hospital Central da Beira, surgiu pelo Dia Internacional da Criança Africana, celebrado em 16 de junho. A data é um alerta para a realidade de milhares de crianças que ainda são vítimas da miséria e violência. “Nós sentimos a necessidade de ajudar ao visitar o país e ver a realidade em que vivem os africanos”, relata Juliana Freitas. “Muitas crianças serão ajudadas com essa quantidade de medicamentos e produtos hospitalares”, conta.

Beira é a capital de Sofala, província da costa de Moçambique, localizada a 1,2 mil km ao norte da cidade de Maputo, capital do país. O Hospital Central da Beira atende uma população de mais de 1,5 milhão de habitantes dos cinco municípios da província. São 250 internações diárias, na busca por reverter a situação do nono pior país em índice de desenvolvimento, em que 43% da população infantil de zero a cinco anos estão em situação de desnutrição crônica.

De acordo com Juliana Freitas, cada viagem feita até Moçambique é bancada pelos próprios voluntários, que pagam a mais pela bagagem extra de mantimentos. “Nós vamos à África a cada seis meses, sempre com mantimentos, medicamentos e alimentos. Essa é a primeira campanha de grande porte que fazemos, pretendemos levar tudo o que for doado em um avião de carga”, diz. 

Os itens de maior necessidade do hospital são ventiladores mecânicos com entrada somente para oxigênio, soro fisiológico, soro de hidratação oral, equipo, antibióticos, analgésicos, sulfato ferroso, polivitamínicos, luvas, gazes, esparadrapos, jaleco descartável, agulhas, seringas, abocath, fluxômetro, umidificadores e monitores. Todos os produtos devem ter nota fiscal e estar em embalagem fechada e dentro do prazo de validade.

Interessados devem entregar as doações na rodovia MG-29, km 1,2 s/n – Araguari. Para outras contribuições, acesse o site do projeto ou entre em contato [email protected]

 

ONG mantém escola infantil em Moçambique

A ONG Missão África desenvolve outras ações, como cooperação com um centro de recuperação nutricional para crianças de zero a dois anos em Moçambique, onde também oferece tratamento médico e odontológico gratuito para a população carente. A entidade de Uberlândia também mantéma Escola Comunitária Missão África, local em que são atendidas 120 crianças carentes de quatro a cinco anos, que não tinham acesso à educação básica em uma comunidade próxima a Moçambique. São apenas quatro turmas, duas no período da manhã, e duas à tarde.

Uma das fundadoras da ONG, Juliana Freitas, conta que a decisão de construir, do nada, uma escola e arcar com todas as despesas surgiu ao se deparar com a situação das crianças. “Essa comunidade vivia próxima a um rio que sempre transbordava. Então o governo africano os mudou de local. Hoje vivem em um local parecido com os assentamentos que existem em Uberlândia. Uma situação bem precária”, conta.

Os professores que trabalham na escola são africanos e os salários são pagos pela ONG. “As ajudas são sempre bem-vindas, pois temos que mandar para lá alimentos, produtos de limpeza e os salários do professores”, relata Juliana Freitas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »