05/08/2022 às 15h20min - Atualizada em 05/08/2022 às 15h20min

Em quatro anos, PMIC disponibilizou mais de R$ 15 milhões a projetos culturais de Uberlândia

Mais de 360 projetos foram aprovados na cidade; inscrições para o programa de 2023 terminam nesta sexta-feira (5)

SÍLVIO AZEVEDO | DIÁRIO DE UBERLÂNDIA
Entre os projetos inscritos para o ano que vem está o de comemoração dos 30 anos do Grupontapé de Teatro | Foto: Divulgação

O Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PMIC), que tem como objetivo fomentar a produção cultural de Uberlândia, já disponibilizou R$ 15,6 milhões a 361 projetos aprovados entre o período de 2019 e 2022. Para o ano de 2023, as inscrições já foram abertas e termina nesta sexta-feira (5). 

Segundo a Prefeitura de Uberlândia, para o PMIC de 2023 serão disponibilizados R$ 6,6 milhões, sendo que R$ 3,1 milhões são do Fundo Municipal de Cultura e R$ 3,5 milhões provenientes de Incentivo Fiscal. 

Os valores de aporte dos projetos serão de até R$ 15 mil para microprojetos, acima de R$ 15 mil até R$ 35 mil para projetos de pequeno porte, de R$ 35 mil até R$ 55 mil para projetos de médio porte e de R$ 55 mil até R$ 85 mil para projetos de grande porte.

Entre os projetos inscritos para o ano que vem está o de comemoração dos 30 anos do Grupontapé de Teatro, que buscará ser beneficiado com recursos na categoria médio porte. “Pretendemos comemorar circulando com o espetáculo Balaio Popular, que está há 20 anos no nosso repertório, por distritos e regiões da cidade em que moram pessoas que têm menos acesso à cultura”, disse o diretor do grupo, Rubem dos Reis. 

Rubem diz ainda que o PMIC é a principal ferramenta que a cidade tem para fomentar a arte e a cultura local. “Se não houvesse este incentivo, parte importante dos projetos que tocamos ficaria inviabilizada. É uma das fontes de recursos que temos e que garante a realização de projetos voltados a beneficiar a própria cena local. Isto pode acontecer no nosso espaço ou em circulação pela cidade”.

OPORTUNIDADE

O escritor Robson Camilo, de 40 anos, que mora no assentamento Santa Clara, além de escrever, produz, junto à família, os próprios livros de forma artesanal, que são vendidos na cidade.  “São livretos artesanais que eu desenho e escrevo, enquanto a minha esposa e minha mãe colorem e, juntos, encadernamos e divulgamos nos bares da cidade. Esse projeto existe há mais de 18 anos e é de onde sustento a minha família”.

Em 2020, Robson decidiu inscrever no PMIC o projeto do livro “Palavras Q T Faltei e Outros Poemas”, que foi aprovado, sendo o primeiro publicado pelo escritor através de uma editora.

“Pra mim, a oportunidade estabelecida pelo programa foi de grande valia, pois minhas condições financeiras não permitiriam pagar por um livro. O PMIC, nesta questão, me ajudou muito, pois posso continuar a escrever sabendo que tenho essa ajuda. O que incentiva também outros escritores e artistas a saírem do anonimato. Alcancei mais credibilidade, expansão social, reconhecimento artístico sociocultural e financiamento de projetos que antes eu não podia pagar”.

A credibilidade do programa, citada por Robson, é refletida na procura, não somente do livro lançado, mas da curiosidade pelo material produzido artesanalmente. “Depois que lancei pelo programa municipal, a procura pelos artesanais cresceu muito mais. O PMIC reabriu esse interesse. Eu falo do meu livro oficial junto com os livretos. As pessoas adquirem os dois, o que me ajuda ainda mais”. 

O Pmic
O Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Pmic), vinculado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, tem como finalidade a captação e canalização de recursos para o setor cultural, estimulando a realização de projetos artístico-culturais em Uberlândia, mediante a concessão de apoio financeiro por meio do Fundo Municipal de Cultura ou Incentivo Fiscal.

O programa permite que pessoas físicas e jurídicas, com ou sem fins lucrativos apresentem projetos para análise e os escolhidos receberão aporte do Fundo Municipal de Cultura com apoio de até 100% para proponentes inscritos como pessoa física ou jurídica sem fins lucrativos e até 80% para PJ com fins lucrativos.

O edital do Pmic foi publicado no dia 24 de junho e o prazo de inscrição se encerra nesta sexta-feira. Podem ser apresentadas propostas para as áreas de artes visuais, histórias em quadrinhos, audiovisual, fotografia, cultura digital, circo, dança, literatura, música, teatro e ópera, entre outros segmentos.

Para ser aprovado e selecionado, o projeto precisa ter o consentimento nas etapas de pré-análise, avaliação e seleção. Após a divulgação do resultado da seleção, o proponente de projeto aprovado deverá entregar, no prazo estabelecido no cronograma, toda a documentação exigida no edital, assim como dar andamento aos procedimentos necessários.


• Compartilhe esta notícia no WhatsApp
• Compartilhe esta notícia no Telegram

VEJA TAMBÉM:

 

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »