24/01/2022 às 10h08min - Atualizada em 24/01/2022 às 10h08min

Dupla é presa após perseguição policial com tiros no centro de Uberlândia

PM interceptou veículo que foi roubado no Morada Nova; assaltantes se envolveram em acidente na Av. Getúlio Vargas

DA REDAÇÃO
Autores avançaram cruzamento com a Rua Santos Dumont e bateram em outro veículo I Foto: Divulgação/Polícia Militar
Dois homens foram presos após roubar um veículo de um motorista de aplicativo no bairro Morada Nova, na noite deste domingo (23). Segundo informações da Polícia Militar, houve perseguição e tiros precisaram ser disparados.

O crime ocorreu na avenida Aldo Borges Leão, após um jovem, de 19 anos, solicitar uma corrida por aplicativo. De acordo com a vítima, o autor, portando uma faca, anunciou o assalto e o obrigou a entrar em uma rua de terra.

Ainda segundo o motorista, o rapaz mantinha contato por telefone com um comparsa, de 25 anos, que alegava seguir o veículo de moto, ameaçando a vítima de morte caso reagisse ao assalto. Em seguida, a dupla pegou todo o dinheiro do motorista e o carro, abandonando o homem no local.

Os militares foram avisados e avistaram o veículo roubado já na Av. Getúlio Vargas, no cruzamento com a Av. Marcos de Freitas Costa, entre os bairros Tabajaras e Daniel Fonseca, com os faróis apagados e em alta velocidade. Houve tentativa de abordagem, mas a dupla fugiu rumo ao Uberlândia Tênis Clube (UTC).

A PM realizou disparos em direção dos pneus do veículo para tentar impedir que terceiros fossem atingidos, pois os autores estavam passando por sinais fechados nos cruzamentos da Av. Getúlio Vargas.

Ao chegarem no cruzamento com a Rua Santos Dumont, os autores colidiram com um segundo veículo e bateram em um muro. A dupla fugiu a pé pelo centro, mas foi alcançada pelos militares na Av. Goiás. Com eles, foi encontrado o dinheiro roubado do motorista de aplicativo. No veículo, estavam a faca utilizada no roubo e o celular da vítima.

Os dois homens foram presos e levados à Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Planalto e, em seguida, para a delegacia.

VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »