07/09/2021 às 10h30min - Atualizada em 07/09/2021 às 10h30min

Empresas de Uberlândia adotam medidas mais sustentáveis e atraem investidores e clientes

Além de reduzir os efeitos no meio ambiente, as práticas de sustentabilidade é mais um atrativo para as vendas

GABRIELE LEÃO
Grupo Algar Telecom possui duas usinas fotovoltaicas para geração de energia limpa | ALGAR/DIVULGAÇÃO
As empresas que apostam em sustentabilidade e meio ambiente têm ganhado cada vez mais espaço dentro da comunidade, isso porque a pauta central são reciclagem, energia limpa e práticas conscientes de economia. Em Uberlândia, empresas buscam inserir o conceito e visão ambiental para agregar valor aos negócios e, consequentemente, atrair novos clientes e promover a orientação sobre o meio ambiente.

No município, o Uberlândia Shopping adotou o tema sustentabilidade, trabalhando rotineiramente com políticas de preservação do meio ambiente, inclusive recebendo certificação ambiental (ISO14001). O empreendimento implementou medidas para economizar recursos e fazer o descarte correto de diversos tipos de rejeitos.

Mesmo em pandemia, em julho, o shopping enviou 100% dos resíduos gerados para a reciclagem. São toneladas por dia de papelão, garrafas pet, plástico, vidro, óleo, restos de alimentos e resíduos indiferenciados, encaminhados para uma empresa especializada que trata o material, transformando-o novamente em matéria prima.

O gerente de operações, Alexandre Henrique Valim comentou que o shopping não faz descartes no aterro sanitário do município e constantemente promove ações de conscientização para as empresas e visitantes.
“Isso é fruto de uma política de Responsabilidade Corporativa Ambiental efetiva que investe em treinamento frequente da equipe responsável pela coleta e separação dos resíduos. Atualmente, geramos cerca de 1,5 toneladas de lixo por dia e recebemos aproximadamente 370 mil visitantes por mês”, afirmou Alexandre.

Uma empresa parceira faz a coleta de todo o lixo gerado pelos lojistas e clientes, e leva para a Central de Resíduos do Uberlândia Shopping. O lixo é separado em categorias de acordo com sua especificação e acondicionado corretamente até o transporte para destinação final.

“Isso inclui pilhas, baterias, lâmpadas e óleo. No caso das lâmpadas, por exemplo, elas ficam armazenadas na doca de resíduos até atingir a quantidade adequada para a coleta e depois encaminhadas para o processo de reaproveitamento do vidro”, explicou o Gerente de Operações.

A consciência sustentável também é uma forte pauta da Algar Telecom. Há 10 anos a empresa desenvolveu uma visão de preservação do meio ambiente com a missão de se tornar uma referência no Brasil.

Segundo a head de Comunicação e Sustentabilidade, Cristiana Heluy, a empresa, atualmente, produz cerca de 66% da energia utilizada por meio das placas fotovoltaicas. Com a energia limpa desde 2011, entre 2013 a 2020, a empresa reduziu em 60% a emissão de gases do efeito estufa. Além disso, 82% dos resíduos administrativos, juntamente com os sólidos, são reciclados.

“Começamos esse trabalho voltado para a sustentabilidade quando essa ideia ainda não era tão forte e nosso objetivo é conscientizar e orientar nossos clientes e funcionários, e temos percebido o quanto tem sido positivo esse trabalho. Além dos dados, essa atitude demonstra que as pessoas também estão interessadas em proteger o meio ambiente e ter atitudes mais conscientes. Geramos impacto positivo para a comunidade e isso também reflete na confiança dos nossos clientes, que cada vez mais buscam por empresas verdes”, comentou a head da Algar Telecom.

O engenheiro ambiental Arthur Rosa Públio comentou que quanto mais as pessoas e empresas se preocuparem com o consumo consciente, mais resultados ao longo e médio prazo serão gerados na comunidade.

“A empresa é uma extensão da casa do funcionário. Quando essas orientações sobre consumo e reciclagem são oferecidas, consequentemente, eles têm consciência das medidas e conseguem reproduzir essas ações no dia a dia. E pensando no mercado de trabalho, é essencial para as empresas terem equipes que possuem essa mesma visão, de separação de lixo, economia de água e energia, gera também impactos econômicos”, comentou.

No mundo, investidores tendem a priorizar empresas que adotam melhores práticas ambientais, sociais e de governança, ou seja, os fatores ESG que são de responsabilidade ambiental, cuidado social e governança corporativa.

“Quanto mais as empresas buscam ter essa prática ambiental, mais consumidores vão se associar com os negócios e automaticamente elas conseguem uma maior abrangência de investidores com o mesmo perfil”, encerrou.


 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »