22/07/2021 às 15h15min - Atualizada em 22/07/2021 às 15h15min

Que tal apresentar o seu idioma para o mundo?

Na Casa Thomas Jefferson, o aluno adquire fluência para dominar suas habilidades e ser influente até em ensinar o próprio idioma para outras pessoas

PUBLIEDITORIAL
 
Estudar na Casa Thomas Jefferson é aprender inglês em uma escola reconhecida internacionalmente pela qualidade de ensino. São mais de 50 anos de tradição ensinando o idioma, com excelência, para todas as idades. Na Thomas, o aluno fica fluente para dominar suas habilidades e ser um influente também nas outras áreas da vida, inclusive para explicar o próprio idioma e as suas particularidades a outras pessoas.
        
É o caso do “Mineirês”, que é um dialeto à parte na Língua Portuguesa. Quem é mineiro ou já conversou com quem nasceu por essas “bandas” sabe que existe riqueza de particularidades nesse encantador modo de falar. Mas como explicar a alguém que você “vai vazar na braquiara”? E “oncêmora”? Isso sem falar no popular “Uai!” – um símbolo da cultura mineira que serve para expressar vários sentimentos. Afinal, “Uai, é uai!”. Se todo esse dialeto pode ser um pouco difícil para quem mora no Brasil, imagina ensinar para um gringo?
      
Para os alunos da Casa Thomas Jefferson isso não é problema. Com aulas focadas em diálogos cotidianos e frequentes, o aluno Thomas se torna totalmente fluente em inglês, sendo capaz de ensinar as próprias expressões da língua nativa para outras pessoas. Ou seja, é fluente no inglês e influente no mineirês.
   
O norte-americano e influencer digital Spencer, da página @spencersabe, tem vivenciado na prática esse aprendizado. Na sua conta no Instagram, ele compartilha com seus seguidores como os alunos da Casa Thomas Jefferson de Uberlândia ensinam muito bem as principais expressões do mineirês.    

A Casa Thomas Jefferson



Conhecida como centro excelência no ensino de inglês e na promoção da cultura norte-americana, a Thomas oferece cursos que são desenvolvidos a partir das necessidades de cada aluno, com foco em diálogos do dia a dia, independentemente da idade ou nível de conhecimento do idioma.
Além disso, a escola é referência em capacitação de professores, bibliotecários e gestores, graças à parceria com o Departamento de Estado dos Estados Unidos e com a rede de museus Smithsonian Institution. A escola também é certificada pela Embaixada dos Estados Unidos e credenciada como centro examinador para os principais exames internacionais.
               
Pensando na disseminação da cultura norte-americana e da língua inglesa, a unidade disponibiliza aos estudantes, professores e toda a comunidade acesso ao Resource Center, que é um sistema integrado de seis centros de informação. São mais de 17.000 itens à disposição como livros e revistas.  Os alunos também contam com uma plataforma com mais de meio milhão de vídeos curtos, que trabalham a fala, a audição, a leitura e a escrita, além do suporte do EducationUSA Advising Office – uma fonte oficial de informação sobre estudos nos Estados Unidos, com orientações sobre todas as etapas necessárias para acessar a educação superior no país.

Em Uberlândia, a Casa Thomas Jefferson está localizada na Rua Otília Souza Oliveira, nº 75, bairro Morada da Colina, e é a primeira filial fora do Distrito Federal. As matrículas estão abertas para o segundo semestre de 2021. Mais informações pelo telefone (34) 3228-9720, pelo Whats App (61) 3442-5500 ou pelas redes sociais: Facebook (Casa Thomas Jefferson Uberlândia) e Instagram (@casathomasjeffersonudi). Para saber mais sobre a campanha “Fluentes em inglês, influentes em Mineirês ”, clique
AQUI.


 
Essa publicação é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »