26/03/2021 às 12h43min - Atualizada em 26/03/2021 às 12h43min

Uberlândia vai vacinar quase 13 mil pessoas com novo lote de imunizantes

Superintendência já está distribuindo doses aos municípios da região nesta sexta (26); Estado tem perspectiva de imunizar idosos de 65 a 69 anos na próxima semana

DA REDAÇÃO
Com 12.920 doses destinadas à Uberlândia, uma nova remessa de vacinas contra o coronavírus chegou à Superintendência Regional de Saúde no início da tarde desta quinta-feira (25) e já está sendo distribuída aos 18 municípios de sua abrangência nesta sexta-feira (26).

Nesta remessa, permanece a orientação do Programa Nacional de Imunização (PNI) para que todas as vacinas sejam utilizadas como dose 1, assim, 12.920 pessoas serão imunizadas em Uberlândia com este oitavo lote que chegou à Regional. A expectativa é de que o Ministério da Saúde disponibilize, em tempo oportuno, as doses necessárias para a aplicação da segunda dose.

Estes imunizantes fazem parte da remessa composta por 542.550 vacinas que chegaram ao Estado de Minas Gerais no último sábado (20). São 86.750 doses da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e 455.800 da Coronavac/Instituto Butantan. Para Uberlândia, as 12.920 doses foram da vacina Coronavac/Butantan, segundo o superintendente regional de saúde de Uberlândia, Marcelo José Pires Ferreira.

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, este lote será destinado a imunizar 67,4% das pessoas com idade de 70 a 74 anos e mais 3,7% dos trabalhadores de Saúde. A orientação do Estado é para que as prefeituras sigam as recomendações do Programa Nacional de Imunização (PNI) e apliquem as doses conforme público-alvo e respectivos quantitativos.

Nessa oitava remessa, a Superintendência Regional de Saúde recebeu 22.450 doses, de acordo com Marcelo José Pires Ferreira. Portanto, serão imunizadas 22.450 pessoas nos 18 municípios de abrangência da Regional. Além de Uberlândia, Araguari, com 2.700 doses, e Patrocínio, com 1.740 imunizantes, foram as cidades da Regional que mais receberam vacinas.

Ainda conforme superintendente regional de saúde de Uberlândia, mais uma vez, a nova remessa de vacinas contra o coronavírus, liberada pelo Ministério da Saúde, foi encaminhada pelo Governo de Minas à Superintendência Regional em uma aeronave que pousou, na quinta-feira, no Aeroporto Tenente-Coronel-Aviador Cesar Bombonato, em Uberlândia.
 
NOVO LOTE PARA IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
E mais uma remessa de imunizantes contra a Covid-19 poderá chegar à Superintendência Regional de Saúde de Uberlândia na próxima segunda-feira (29), segundo o superintendente regional de saúde de Uberlândia, Marcelo José Pires Ferreira. “Se isso acontecer, a distribuição aos municípios será na terça-feira (30)”, informou.

Este será o nono lote recebido pela Regional e fará parte de mais uma leva de vacinas que Minas Gerais recebeu nesta sexta-feira (26), composta por 475.600 doses, sendo 116.600 da vacina AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e 359.000 da Coronavac/Butantan, de acordo com informações do Governo de Minas. A expectativa do governo estadual, com esta remessa, é ampliar a vacinação para a população de idosos para o público de 65 a 69 anos.

“Nesta próxima etapa, serão incluídas pessoas com 65 a 69 anos, ampliando o público vacinado. Serão imunizadas, também, as pessoas que residem em comunidades quilombolas e ribeirinhas. A vacinação do público de 70 a 74 anos continua, com mais 22% desta faixa etária incluída, e também profissionais de Saúde”, explicou a diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Janaína Almeida.

Neste lote, continuará a orientação do Programa Nacional de Imunização (PNI) de que todas as vacinas sejam utilizadas como dose 1. Assim, a dose 2 da CoronaVac não ficará armazenada nas Unidades Regionais de Saúde, e os municípios receberão toda a carga para aplicação imediata, ampliando ainda mais o quantitativo da população vacinada.

Ainda de acordo com o Governo de Minas, nesta remessa prevista para ser distribuída no início da próxima semana, os imunizantes da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz devem ser suficientes para atender 37% da população quilombola e 7% de pessoas com idade entre 65 e 69 anos no estado. Com a Coronavac/Butantan serão atendidos 22% dos idosos entre 70 e 74 anos, 23% das pessoas de 65 a 69 anos e mais 2% dos trabalhadores da Saúde.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »