25/03/2021 às 09h43min - Atualizada em 25/03/2021 às 09h43min

Mesmo com incertezas, interesse dos brasileiros por intercâmbio em 2022 é alto

Estudantes uberlandenses já se planejam para estudar fora do Brasil no ano que vem; feira virtual promove espaço para auxiliar no planejamento

BRUNA MERLIN
O Brasil é um dos países que mais exportam estudantes para intercâmbios estrangeiros, mas essa realidade mudou com a chegada da pandemia do novo coronavírus já que, devido às medidas sanitárias, muitas nações fecharam as portas para a chegada dos brasileiros. Entretanto, mesmo com diversas incertezas, a procura pela atividade extracurricular continua alta e os interessados apostam em 2022 para realizá-la.

Segundo o diretor de Relações Internacionais e Interinstitucional da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Waldenor Barros Moraes Filho, existem três modalidades de intercâmbio que são as mais procuradas pelos brasileiros. A primeira está relacionada à procura por uma vivência cultural e aprendizagem de uma língua estrangeira.

“Essa modalidade é a mais procurada por jovens que estão terminando o ensino médio e prestes a entrar em uma faculdade. É um intercâmbio com duração de em média três a seis meses”, explicou.

As outras duas modalidades mais procuradas no país são oferecidas em parcerias entre universidades federais brasileiras, como é o caso da UFU, e universidades estrangeiras. Conforme dito por Waldenor, os universitários podem se inscrever para realizar uma disciplina no país escolhido ou podem optar por realizar um curso e conseguir dupla titularidade.

“A primeira opção é um intercâmbio mais rápido e a segunda se trata de um curso mais duradoro onde o estudante conseguirá um diploma estrangeiro do curso escolhido”, complementou.

Ainda de acordo com o diretor, as nações mais procuradas pelos brasileiros para investir em um intercâmbio são Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e França. Contudo, todos esses países estão fechados para receber os estudantes do Brasil.

“Desde o ano passado que as universidades estrangeiras não estão recebendo novos estudantes devido à Covid-19. Aqueles que já estavam lá, em alguns casos, continuaram fazendo o intercâmbio, e em outros, voltaram para o Brasil”, destacou.

PROCURA
A expetativa para o ano de 2022 é grande para toda a população mundial. A esperança de que todos estejam vacinados contra o coronavírus e que as atividades possam voltar ao normal são situações muito almejadas. E para os estudantes que desejam fazer um intercâmbio não é diferente.

 O diretor de Relações Internacionais e Interinstitucional da UFU, Waldenor Barros Moraes Filho, explicou que a procura pelo intercâmbio para o ano que vem já está alta e a intenção é de que a atividade volte com tudo em 2022.

“É uma viagem que demanda planejamento e as pessoas já estão se programando para o ano que vem porque têm esperanças de que as coisas voltarão ao normal”, frisou.

FEIRA VIRTUAL
Enquanto as fronteiras para o Brasil não são abertas, as pessoas interessadas em estudar fora do país já podem começar o planejamento. Com a intenção de auxiliar nesse passo, a Casa Thomas Jefferson, em parceira com o EducationUSA, está promovendo uma feira virtual gratuita com representantes de 33 universidades americanas.

O evento tem como objetivo promover conhecimento sobre o intercâmbio e também sobre as oportunidades disponibilizadas por cada instituição participante. De acordo com o consultor educacional para Estudos nos Estados Unidos, Jefferson da Silva Couto, a feira aborda temas sobre como encontrar a melhor universidade, como se planejar financeiramente, como tirar o visto de estudante, além de dicas para a vida acadêmica em campos norte-americanos.

“É uma forma de fornecer conhecimento para aqueles que estão interessados em realizar um intercâmbio. Nossa intenção é promover acesso gratuito e confiável às informações sobre boas oportunidades de estudo fora do Brasil”, disse.

A Feira Virtual EducationUSA Brasil começou na última segunda-feira (22) e terminará no próximo sábado (27). A cada dia, por meio de um painel de representantes responsáveis pela admissão dos interessados, será abordado um tópico específico sobre os programas acadêmicos. Após as sessões, os alunos receberão links para acessar as salas online particulares dos representantes e poderão obter mais informações.  

Os interessados em participar das sessões devem realizar um cadastro gratuito, clicando aqui
. A programação completa do evento pode ser acessada no site do evento.




 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »