05/03/2021 às 18h14min - Atualizada em 05/03/2021 às 18h14min

Crédito para custeio antecipado pode ajudar no planejamento rural

O Banco do Brasil e a Caixa já anunciaram a disponibilização de linha de custeio antecipado da safra 2021 – 2022

CELSO MARTINS | ESPECIAL PARA O DIÁRIO
Foto: Pixabay
Um dos incentivos mais importantes para o trabalhador no campo é a linha de crédito para custeio antecipado. Esse mecanismo possibilita ao produtor rural investir mais cedo na compra de seus insumos agrícolas e poder planejar melhor a safra. Dentre várias vantagens, o custeio antecipado permite a aquisição antecipada. Essa condição deixa o produtor confortável para fazer pesquisas, negociar e conseguir melhores condições de preço e mercado.

A compra de sementes de soja, mudas, fertilizantes, pesticidas, ração e medicamentos pode ser feita de forma planejada. Na atividade pecuária, o custeio antecipado contribui para saldar despesas com limpeza, renovação de pastagens, silagem, etc.

“Geralmente esta época do ano costuma apresentar menor demanda por insumos. Neste período, a maior parte já foi comprada para a safra em curso. O próximo grande cultivo – a safra de verão – acontece no segundo semestre”, conta o diretor de Crédito e Informação da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wilson Vaz de Araújo. Para ele, a antecipação de recursos permite ao produtor adquirir seus insumos a custos mais baixos.

Outro benefício está ligado à logística de transporte dos insumos, dos portos para as regiões produtoras do Brasil. Wilson considera este período mais viável para o deslocamento. “Como parte da safra atual, principalmente de soja, está sendo escoada agora para exportação, o frete de retorno dos caminhões com insumos torna-se mais favorável, podendo inclusive resultar na redução de custos”, comenta.

O Mercado Financeiro
O Banco do Brasil e a Caixa já anunciaram a disponibilização de linha de custeio antecipado da safra 2021 – 2022. A primeira remessa de recursos é de R$16 bilhões e vai ser disponibilizada para o custeio antecipado das atividades agrícolas. A segunda linha é de R$12 bilhões. Os recursos da segunda remessa são para a ampliação do Custeio Agro Antecipado. Seguindo essa linha, tudo indica que outras instituições financeiras também devam anunciar a disponibilização de linhas de crédito em breve.

No crédito antecipado, as taxas de juros são livres e ficam a critério da instituição financeira. 

 

*Essa publicação é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia.

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »