03/03/2021 às 12h05min - Atualizada em 03/03/2021 às 12h05min

Uberlândia manifesta interesse em aderir a consórcio para compra de vacinas

Diário tentou contato com a Prefeitura para ter mais detalhes sobre o assunto, que é de interesse público, mas não obteve resposta

FERNANDO NATÁLIO
Prefeito assinou formulário junto à Frente Nacional de Prefeitos (FNP) manifestando interesse em participar do grupo I Foto: Valter de Paula/Secom/PMU
Com apenas 32.808 doses de vacinas contra o coronavírus recebidas até esta terça-feira (2), o equivalente a menos de 5% de sua população, Uberlândia quer aderir a um consórcio público de municípios para a compra de imunizantes. Na última segunda-feira (1°), o chefe do Executivo Municipal, Odelmo Leão, assinou um formulário junto à Frente Nacional de Prefeitos (FNP) manifestando interesse em participar do grupo.

Em suas redes sociais, o prefeito de Uberlândia informou que participou, na segunda-feira (1º), de uma reunião com a FNP, na qual oficializou esta condição. “Agora, vamos seguir os próximos passos indicados pela frente e reforço: o momento é de somar, de nos ajudarmos”, disse Odelmo Leão, na publicação. O Diário de Uberlândia tentou contato com a Prefeitura para ter mais detalhes sobre o assunto, que é de interesse público, mas não obteve resposta.

A postagem do prefeito em suas redes sociais mostrou a segunda tentativa que Odelmo Leão confirmou, nos últimos cinco dias, ter feito em busca de mais vacinas contra a Covid-19 sem a dependência da distribuição do Ministério da Saúde, que vem sendo criticada por prefeitos e governadores de diferentes regiões do país por apresentar lentidão. Na última sexta-feira (26/2), em entrevista coletiva, o prefeito de Uberlândia revelou que tem interesse em comprar o imunizante Sputnik V, desenvolvido pela Rússia. Para isso, segundo o chefe do Executivo municipal, ele mantém contato com o laboratório União Química, que vai produzir a vacina Sputnik V no Brasil.

Na última semana, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que estados e municípios podem comprar e fornecer vacinas à população, caso as doses previstas pelo Ministério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Vacinação, sejam consideradas insuficientes. A decisão é válida para vacinas aprovadas por pelo menos uma agência reguladora estrangeira. Com isso, não é necessária a autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uso emergencial, se não houver a liberação em até 72 horas.
 
FRENTE NACIONAL
A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) vai liderar a instituição o consórcio público de municípios para aquisição de vacinas contra a Covid-19. Em reunião com mais de 300 prefeitos realizada na última segunda-feira, a entidade definiu os trâmites para que o consórcio seja constituído e instalado até 22 de março. Segundo informações da FNP, o consórcio dará suporte aos municípios caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, não consiga suprir a demanda nacional.

Para participar, ainda de acordo com a FNP, o município deve aderir à iniciativa, sem custo nenhum, até a próxima sexta-feira (5) em formulário específico, disponível no site da Frente Nacional. A FNP reúne as 412 cidades com mais de 80 mil habitantes, mas os municípios que estão fora desse escopo também poderão participar. Até o momento, mais de 100 municípios já indicaram intenção de participar, entre eles, Uberlândia, segundo afirmou o prefeito Odelmo Leão em suas redes sociais.
 
AMVAP E CISTM
A Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba (Amvap), juntamente com o Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Triângulo Mineiro (CISTM), realiza, na próxima quinta-feira (4), a partir das 10h, uma reunião com prefeitos e autoridades na busca de alinhar medidas de proteção capazes de desacelerar a curva de contaminação da Covid-19 nas cidades da região.

A compra da vacina diretamente pelos municípios, por meio da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), é uma pauta que será discutida na reunião da Amvap e CISTM. Mas, existe uma certa cautela no planejamento de imunização da população da Microrregião do Vale do Paranaíba, de acordo com a Amvap e CISTM e a expectativa destes municípios é grande no acompanhamento à destinação de doses de vacina contra a Covid-19 pelo Estado e a União.
 
ESPERA POR UTIS
Pelo segundo dia consecutivo, o boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nesta terça-feira (2), mostrou que a taxa de ocupação dos leitos destinados à Covid-19 na rede municipal de saúde de Uberlândia é de 100%.

Em publicação nas suas redes sociais, na última segunda-feira (2), o prefeito informou que, nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), há 152 pessoas aguardando leitos de enfermaria e 184 pacientes esperando por um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neste momento.

O número de pacientes que aguardam por transferência para UTI vem aumentando sistematicamente. Na última sexta-feira (26/2), eram 124 pacientes com Covid-19 internados nas UAIs esperando uma vaga em UTIs, 43 a mais que na semana anterior.
 
EQUIPAMENTOS
Em busca de alternativas para prosseguir dando assistência aos pacientes com Covid-19 que precisam de oxigênio, o município informou que, nos próximos dias, deve receber 100 capacetes tipo “Elmo”, que auxiliam na oxigenação do paciente injetando 30 ml de oxigênio de forma não invasiva, sem que necessite ser intubado. A doação foi feita ao Município, no início desta semana, por dois empresários, que preferiram que seus nomes não fossem divulgados.

Os dois empresários também doaram, nesta terça, respiradores BiPAP (Bilevel Positive Pressure Airway) para o reforço ao enfrentamento da pandemia da Covid-19 no sistema de saúde municipal. Dois equipamentos foram entregues de imediato e, segundo os empresários, outros estão em aquisição e serão cedidos ao município nos próximos dias.

Os BiPAP são respiradores mecânicos usados no suporte ventilatório por pressão e são tipicamente empregados para a ventilação não invasiva (VNI). O BiPAP pode ser ajustado conforme o padrão e esforço respiratório do paciente, salvando vidas antes da necessidade de intubação.
 
IDOSOS IMUNIZADOS
Com a nova remessa de doses enviadas pelo Ministério da Saúde, a Prefeitura de Uberlândia iniciou, nesta terça-feira, a vacinação de outras faixas etárias dos idosos, conforme cronograma estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde. Com o quantitativo disponibilizado, foi possível abranger neste momento idosos acima dos 80 anos, segundo informações do Executivo Municipal. A vacinação deste público continuará no mesmo modelo de drive-thru, no estacionamento do Centro Administrativo, situado na Avenida Ubiratan Honório de Castro, das 8h às 18h.

Foram destinadas para Uberlândia mais de 7.430 doses nesta última remessa, de acordo com dados da Superintendência Regional de Saúde de Uberlândia. Com isso, será possível, segundo a coordenadora do Programa de Imunização no município de Uberlândia, Cláubia Oliveira, abranger idosos a partir dos 80 anos.

“Recebemos uma quantidade nesta semana, o que nos permitiu ampliar ainda mais a vacinação dos idosos, que fizeram o cadastro prévio no Portal da Prefeitura. Como estamos com a estrutura montada, daremos sequência a esse modelo, que é mais rápido, cômodo e seguro para eles. Com a quantidade recebida do Ministério da Saúde será possível vacinar este público de terça até a domingo”, detalhou a coordenadora do Programa de Imunização.

Sendo assim, a vacinação dos idosos destas faixas etárias ficou programada para: 
 
– terça-feira (2): maiores de 85 anos

– quarta-feira (3): 84 anos

– quinta (4): 83 anos

– sexta (5): 82 anos


– sábado (6): 81 anos

– domingo (7): 80 anos
 




 
 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »