06/01/2021 às 12h32min - Atualizada em 06/01/2021 às 12h32min

Nova Mesa Diretora da Câmara tem apenas um vereador em primeiro mandato

Apesar da renovação na Casa, condução na legislatura 2021-2024 continuará sendo feita por parlamentares que já exerciam mandatos anteriores

DHIEGO BORGES
Vereadores da base do prefeito compõem Mesa Diretora que conduzirá os trabalhos a partir deste ano - Foto: Aline Rezende

A Câmara Municipal de Uberlândia elegeu, no início do mês, a nova Mesa Diretora que estará à frente dos trabalhos na legislatura 2021-2024. Apesar da renovação observada nas últimas eleições, com entrada de novos vereadores, a condução da Casa segue guiada por parlamentares que já exerciam mandatos anteriores.

A nova mesa tem como presidente o vereador Sérgio do Bom Preço (PP), Gláucia da Saúde (PSDB) como 1ª vice, Sgto. Ednaldo (PP), 2º vice, Ronaldo Tannús (PL), 3º vice, Leandro Neves (PSD), 1º secretário e Ordenador de Despesas e Thiarles Santos (PSL), 2º secretário. Da lista, apenas o vereador Thiarles Santos exerce o primeiro mandato na Câmara.

Neste ano, a disputa para as eleições da Mesa Diretora teve duas chapas, no entanto, ambas lideradas por vereadores do PP, que são da base do prefeito Odelmo Leão. A chapa concorrente foi encabeçada por Zezinho Mendonça (PP), tendo como 1º vice Murilo da REDE, Amanda Gondim do PDT (2ª vice) e Liza Prado (MDB) como 3ª vice. Completaram a lista Eduardo Moraes do PSC, como candidato a 1º secretário de Ordenador de Despesas e Antônio Augusto Queijinho, do Cidadania, como 2º secretário.

De acordo com o novo presidente da Câmara, Sérgio do Bom Preço (PP), a ideia inicial é que houvesse uma chapa única, mas alguns vereadores resolveram se unir para formar outra frente. “Iríamos fazer uma chapa única, mas a base rompeu e o Zezinho, que estaria com a gente, resolveu se aliar a outro grupo que também é da base, com alguns membros da oposição, e ficaram definidas duas chapas. A gente fez uma articulação muito firme, houve muito assédio aos membros que estavam na nossa chapa, mas no fim conseguimos a vitória”, destacou.

A expectativa, segundo o parlamentar, é que os trabalhos da Casa sejam retomados a partir do dia 1º de fevereiro. De acordo com o presidente, a primeira tarefa deve ser a formação das comissões que vão conduzir os trabalhos na Câmara. A chapa vencedora, encabeçada por Sérgio do Bom Preço, teve 15 votos contra 12 da chapa liderada por Zezinho Mendonça.  
 
OPOSIÇÃO
A estratégia da oposição nas eleições da Mesa Diretora, segundo uma das parlamentares que encabeça o movimento na Câmara, foi tentar um acordo com a base, que tinha maior número de vereadores, para conseguir dar visibilidade a determinadas propostas, como aponta Dandara (PT).

“Entendemos que a princípio não tínhamos a condição de formar uma chapa vitoriosa e compomos com o grupo do Zezinho Mendonça porque eles abriram mais espaço. Apresentamos uma carta de princípios e colocamos a necessidade de ter pelo menos duas mulheres na mesa diretora, para que houvesse mais debate e pluralidade”, explicou a parlamentar.

Entre as propostas apresentadas, de acordo com a vereadora, estava a necessidade da criação de uma Corregedoria e uma Ouvidoria na Câmara. “A proposta é dar mais transparência ao que se compra e ao que se gasta na Casa, assim como a Ouvidoria, para que a população possa denunciar algum ato incondizente de algum vereador, além de rever os quadros técnicos da Câmara para que essas pessoas tenham realmente condições de cumprir as funções a que são designadas e não por indicação política”, destacou.
 
PERFIL DA MESA DIRETORA
 
Presidente: Sérgio do Bom Preço (PP) - reeleito com 2.258 votos
Idade: 44 anos
Profissão: comerciante
 
1ª vice-presidente: Gláucia da Saúde (PSDB) - reeleito com 1.813 votos
Idade: 56 anos
Profissão: vereadora
 
2º vice-presidente: Sgto. Ednaldo (PP) – reeleito com 3.318 votos
Idade: 45 anos
Profissão: policial militar
 
3º vice-presidente: Ronaldo Tannús (PL) – reeleito com 2.914 votos
Idade: 38 anos
Profissão: vereador
 
1º secretário e Ordenador de Despesas: Leandro Neves (PSD) - reeleito com 2.595 votos
Idade: 38 anos
Profissão: representante comercial
 
2ª secretário: Thiarles Santos (PSL) – eleito pela primeira vez com 1.651 votos
Idade: 33 anos
Profissão: advogado


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »