05/01/2021 às 12h02min - Atualizada em 05/01/2021 às 12h02min

Uberlândia tem aumento do volume de chuvas de 16% em 2020

Dados do Inmet/ Hobolink mostram também que no mês de dezembro ocorreram precipitações acima do aguardado

DA REDAÇÃO
Mês de dezembro também teve precipitações acima do aguardado | Foto: Arquivo/Diário de Uberlândia
Um balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), com dados da plataforma Hobolink, revelou que o ano de 2020 encerrou com 1.743,4 mm de chuva. O volume ficou 16% acima da média climatológica anual para Uberlândia, que é de aproximadamente 1.500 mm.

O mês de dezembro também teve precipitações acima do aguardado. Segundo o Inmet, o motivo foram duas atuações da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) sobre a região do Triângulo Mineiro, principalmente nos dias 8 e 24. Nestas duas ocasiões choveu 65% da média climatológica mensal.

Durante uma reunião entre representantes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), na última quarta-feira (30), o coordenador da Compdec, João Batista Afonso, alertou que a previsão é que essa situação se manterá até o mês de março. “As pessoas devem ficar atentas e evitar locais e atitudes de risco”, alertou.


Precipitações no mês de dezembro em Uberlândia:
  • Estação Centro: 556,5 mm, 89% acima da média climatológica
     
  • Estação São Jorge: 466,9 mm, 59% acima da média climatológica
     
  • Estação Jardim Patrícia: 260,3 mm, 88% da média climatológica
     
  • Estação Umuarama: 415 mm, 41% acima da média climatológica
     
  • Estação Inmet Campus Santa Mônica: 596 mm, 103% acima da média climatológica

CUIDADOS
A Defesa Civil orienta a população a tomar alguns cuidados em dias de chuva para evitar transtornos. Os motoristas devem evitar trafegar pelas regiões mais baixas da cidade, principalmente nas avenidas Rondon Pacheco e Professora Minervina Cândida de Oliveira. Em dias nublados, não é indicado deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas. Evitar ficar próximo a redes elétricas quando houver tempestades com raios e trovões também é outra dica da Defesa Civil.
 

Antes das chuvas
  • Fazer manutenção nos telhados, desobstruir os canos das lajes, limpar as calhas, conferir se as telhas estão pregadas;
     
  • Não jogar lixo ou entulho em bueiros, quintais e ruas. Sempre colocar os sacos de lixo nas lixeiras, evitar deixá-los diretos na calçada.
     
  • Reforçar muros e paredes que tenham perigo de cair;
     
  • Fazer revisões nas instalações elétricas;
     
  • Desligar os aparelhos elétricos, quando perceber chuvas fortes acompanhadas de raios;
     
  • Colocar móveis e outros pertences em lugares altos, caso sua moradia esteja localizada em locais sujeitos a alagamento;
     
  • Acompanhar os boletins de avisos e alertas dos Institutos de Meteorologia pela internet ou pelos órgãos da imprensa.
 
Durante as chuvas
  • Manter-se atento aos níveis das águas;
     
  • Manter portas e janelas da casa fechadas para evitar entrada de ventos fortes e animais;
     
  • Não se proteger embaixo de árvores, pois elas atraem raios e, se houver granizo, é aconselhável se abrigar em lugares seguros, com boas coberturas;
     
  • Não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos;
     
  • Não se arriscar em atravessar a pé ou com veículos em ruas e pontes alagadas ou com enxurradas;
     
  • Se a casa estiver em risco de alagamento ou desabamento, chamar imediatamente a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros;
     
  • Em caso de alagamento, é recomendado evitar contato com as águas, pois além da contaminação que pode causar graves doenças, há também o risco de choque elétrico.
 
Depois das chuvas
  • Verificar as instalações elétricas antes de ligá-las;
     
  • Fazer revisões de possíveis danos em moradias (paredes, telhados, etc);
     
  • Ter cuidado com animais (aranhas, cobras e ratos em casa);
     
  • Verificar se houve obstrução de ralos, bueiros e calhas.
 
Orientações aos motoristas
  • Evitar trafegar em vias alagadas, procure sempre rotas alternativas ou aguarde a chuva passar em lugar seguro;
     
  • Em dias nublados, evitar deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas;
     
  • Não estacionar veículos em regiões íngremes e próximas a postes durante as chuvas;
     
  • Durante a incidência de raios, a melhor proteção é permanecer no interior do veículo;
     
  • Checar o bom estado dos limpadores, das borrachas das paletas e do motor dos limpadores;
     
  • Certificar-se que o desembaçador está funcionando corretamente;
     
  • Ligar as luzes durante uma chuva intensa (mesmo que seja dia claro) para que outros motoristas vejam o veículo.

Em caso de perigo, chame:
Defesa Civil: 199
Corpo de Bombeiros: 193
Polícia Militar: 190
 
 

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »