11/12/2020 às 08h00min - Atualizada em 11/12/2020 às 08h00min

Companhia teatral apresenta novo musical de Natal

Cia Vida Viva faz performance nos dias 11, 12 e 13 de dezembro

DA REDAÇÃO
Musical será exibido na Igreja Sal da Terra | Foto: Reprodução Instagram

Nos dias 11, 12 e 13 de dezembro, a Companhia de Teatro Vida Viva apresenta o musical “1956 – O ano em que o Natal parou”, na Igreja Sal da Terra, em Uberlândia. Nos dois primeiros dias, o espetáculo será apresentado em versão estendida. O valor do convite social será de R$ 20 e um quilo de alimento (exceto sal), que serão destinados a ações sociais do “O Amor é Mais”, projeto de apoio e acolhimento para famílias carentes.

Já no último dia de exibição, o musical será apresentado gratuitamente na igreja, no bairro Daniel Fonseca, em seis horários diferentes, sendo um deles com tradução em libras.

O musical conta a história da cidade de Alegra, que espera há quase 20 anos pela chegada do dia 25 de dezembro. A personagem Bianca conhecerá criaturas excêntricas e tentará reverter a situação embalada por muita música, dança e figurinos da época.

O espetáculo transporta o público para uma lanchonete, onde vão descobrir que o Natal parou no tempo e só quem pode mudar essa história é a jovem que vive cheia de traumas e medos que sempre a impediram de celebrar a data. Para mudar esse cenário, Bianca viaja através de um espelho, onde conhecerá o verdadeiro motivo do Natal, sob uma diferente perspectiva.

“Bianca não quer viver essa festividade do dia 25 por rancores e tristezas que guarda, o que interfere diretamente na relação familiar. Ela entra nesse mundo, conhece personagens lúdicos e mistura aquilo que é realidade com o que é imaginação”, explicou Lucas Ambrósio, roteirista e diretor do musical.

Lucas conta que, para criar a história, assumiu o desafio de fazer algo lúdico e sem clichês. Segundo o diretor, ele começou a pensar de onde poderia tirar aquilo que seria o clímax da história. “Porque essa menina está parada no Natal? Porque a cidade está parada nesse ano? Não teve uma grande inspiração, teve um desejo de fazer algo que não fosse óbvio e que já estamos acostumados a ver e assistir em peças relacionadas a essa data”, falou.

Olgálvaro Júnior, pastor e coordenador do musical, acredita que o momento será oportuno para reunir mais pessoas da comunidade para falar sobre o amor de Deus. “Como é um momento de festividade, muitas pessoas que durante o ano não participam muito, acabam sendo despertadas por esse espírito natalino, que fala de fraternidade, amizades, reconciliação, bondade e caridade. A gente espera abençoar e revelar uma virtude eterna de forma bonita e elaborada”, relatou.

Para Elder Moura, responsável pela cenografia e figurino do musical, o processo criativo da lanchonete 1956 foi interessante, divertido e muito trabalhoso. “Fui para a internet e pesquisei tudo sobre os anos 50, 70 e sobre lanchonetes, aí escolhi uma mistura de tudo que encontrei. O espetáculo é todo temático e o figurino vai mudar de acordo com a época”, adiantou.

A preparação durou quatro meses e a apresentação terá 70 minutos, contando com uma equipe de quase 100 pessoas, entre elas atores, bailarinos, músicos, cantores, cenógrafos, figurinistas e mais uma equipe que atua na produção, som, iluminação e projeção.
 
PROTOCOLO
A igreja Sal da Terra retornou com suas atividades e seguirá as recomendações de prevenção ao coronavírus estabelecidas pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19. A capacidade do auditório foi reduzida em 50% e foram incluídos pontos estratégicos de álcool em gel, além do aumento de distanciamento entre as cadeiras.

Em relação ao musical, os organizadores do espetáculo garantiram que os procedimentos serão mantidos para garantir a segurança dos espectadores. “Nos ensaios, os protocolos de segurança e higienização também estão sendo feitos. Dividimos os ensaios por áreas e blocos com uma quantidade menor de pessoas, cada um tem seu microfone e o elenco usa máscara”, esclareceu a organização.
 
SERVIÇO
Sexta (11): 20h30 – Convite social de R$ 20 + 1kg de alimento*
Sábado (12): 19h30 – Convite social de R$ 20 + 1kg de alimento*
Domingo (13): 8h30, 10h (com tradução em libras), 11h30, 17h, 18h30 e 20h – Gratuito
Local e ponto de vendas: Igreja Sal da Terra, avenida Marcos de Freitas Costa, 553, Bairro Daniel Fonseca I (34) 99763-4838
 
*Exceto sal


VEJA TAMBÉM:

"Gelateca" busca incentivar leitura nas áreas públicas


Uberlândia recebe exposição fotográfica de Leo Faria

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »