11/12/2020 às 10h32min - Atualizada em 11/12/2020 às 10h32min

Calendário de 2021 terá nove feriados em dias da semana

Ano deve ter pelo menos oito feriados prolongados com os fins de semana; entidades de Uberlândia falam sobre prejuízos para a indústria e o comércio

DHIEGO BORGES
Se comparado a este ano, 2021 terá dois feriados a menos durante a semana na cidade | Foto: Celso Ribeiro
O calendário de 2021 será generoso para quem curte uma folga no meio da semana. De acordo com a programação divulgada pela Prefeitura de Uberlândia, no Diário Oficial do Município, a cidade terá nove, dos 12 feriados, em dias da semana. Desses, pelo menos oito poderão ser prolongados com o fim de semana, sendo quatro datas coincidindo com a terça-feira, duas na sexta-feira, uma na segunda e outra na quinta-feira. A lista inclui as folgas nacionais e municipais, sem contabilizar os feriados estaduais.

O primeiro feriado prolongado do ano acontece no dia 1º de janeiro, Confraternização Universal. A data coincide com uma sexta-feira, assim como o Natal em 2020, também celebrado no mesmo dia da semana. Outra folga que também cairá na sexta em 2021 é o feriado da Paixão de Cristo, celebrado no dia 2 de abril.

O que mais chama a atenção no calendário do próximo ano são os feriados nas terças-feiras. Serão quatro datas: 31 de agosto, Aniversário de Uberlândia; 7 de setembro, Independência do Brasil; 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida; e 2 de novembro, Finados. Novembro terá ainda uma outra folga na segunda-feira, no dia 15 de novembro, feriado nacional de Proclamação da República.

Do total de 12 feriados, apenas três caem nos finais de semana. São eles: Dia do Trabalho, no sábado 1º de maio, Dia de Nossa Senhora da Abadia, no domingo 15 de agosto e o Natal, no sábado, 25 de dezembro.

Se comparado a este ano, 2021 terá dois feriados a menos durante a semana, já que em 2020 a cidade teve 11 datas coincidentes com dias de trabalho. No calendário oficial, seriam 10 folgas semanais e duas nos fins de semana. Mas, o feriado municipal do dia 15 de agosto foi antecipado para 12 de junho, uma sexta-feira, por conta de um decreto municipal devido à pandemia.
 
ENTIDADES FALAM SOBRE PREJUÍZOS
Em Uberlândia, a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e a Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub) avaliam como negativo o impacto de tantos feriados para os setores do Comércio e da Indústria. 

Em entrevista ao Diário, o presidente da CDL, Cícero Heraldo Novaes, disse que o ideal seria que houvesse uma reformulação dos feriados com uma lei federal. “Esse é um problema recorrente e considero que a perda é grande. Feriados que caem na terça e na quinta-feira incentivam as pessoas a emendarem ou a trabalharem com menos energia no dia seguinte. O correto seria que houvesse uma lei que permitisse a antecipação desses feriados, por exemplo, transferir as folgas que caem na terça para a segunda. E aquelas que caem na quinta, que pudessem ser transferidas para sexta. Assim não teríamos tanto prejuízo”, explicou.

Para o presidente da Aciub, Paulo Romes Junqueira, há um forte impacto para o Produto Interno Bruto (PIB). “Realmente teremos excesso de feriados que certamente vão repercutir no bolso do empresário. No meu entendimento, o que temos que fazer é gerir esse ano em relação aos feriados, encurtando a semana para ter um melhor resultado, porque não há espaço para nenhuma outra concessão de recursos porque já estamos com dificuldade por conta da pandemia”, destacou.

Romes calcula ainda que o impacto do alto número de feriados é praticamente 1/12 avos na produtividade das empresas. Em termos de comparação, segundo o presidente da Aciub, se forem contabilizados todos os feriados prolongados, o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) teria que desconsiderar um mês de trabalho por conta das folgas.

 
“Além disso, tem outra questão. As empresas brasileiras não competem apenas entre si, mas com mercados internacionais. E lá fora não há essa quantidade de feriados, somente aqui. Então nossa competição é com essas empresas. Temos 20% a mais de custo que alguém que está produzindo o mesmo produto que eu fora do Brasil”, afirmou.


 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »