31/10/2020 às 08h00min - Atualizada em 31/10/2020 às 08h00min

Gilberto Cunha (PSTU) vem com proposta de governo socialista

Devido ao recesso, série de entrevistas volta na quarta-feira (4) com Odelmo Leão (PP)

SÍLVIO AZEVEDO
​Gilberto tem 58 anos, é professor e participa de movimentos sociais | Foto: Divulgação
Dando sequência à série de entrevistas com candidatos a prefeito de Uberlândia, o Diário traz propostas de Gilberto Adeniê Cunha (PSTU), 58 anos, para a cidade de Uberlândia. Professor de História, foi fundador do partido na cidade e participa de movimentos sociais, assim como Francisco Tomaz de Oliveira, o Chico, 75, pequeno produtor rural que compõe a chapa como vice.

A série volta na edição da próxima quarta-feira (4), com o candidato a reeleição Odelmo Leão (PP). Na sequência será a vez de Placidino Stábile (MDB), Thiago Fernandes (PSL) e Wallace (PSOL). Conforme definido e informado aos candidatos, as publicações são feitas por ordem alfabética. Já participaram Adriano Zago (PDT), Arquimedes Ciloni (PT), Edilson Graciolli (PCdoB) e Felipe Attiê (PTB). 

Como é baseado o seu projeto de governo para Uberlândia entre 2021 e 2024?
Entendemos que enquanto a classe trabalhadora viver sob o capitalismo nenhum de nossos problemas mais importantes serão resolvidos. Não teremos moradia para todos, saúde e educação públicas de qualidade etc. Por isso apresentamos uma alternativa socialista para Uberlândia. Na prática isso significa que quem governará a cidade serão os CONSELHOS POPULARES formados por representantes dos trabalhadores e da juventude pobre, que serão escolhidos nos seus locais de trabalho, moradia e estudo. Cada centavo do dinheiro público, cada obra será decidida por esses Conselhos e encaminhada pelo prefeito. Nosso programa visa atender os direitos básicos da população trabalhadora como o direito à moradia, saúde, educação, transporte, lazer, emprego etc. Para isso vamos combater os privilégios que os grandes empresários sempre tiveram nesta cidade. Vamos combater todos os governos que atacam os direitos dos trabalhadores e contribuem para o avanço da pandemia em nosso país. Defendemos, portanto, FORA BOLSONARO E MOURÃO e FORA ZEMA.

Quais as expectativas para governar uma cidade do porte de Uberlândia em um período final e pós-pandemia?
Um governo do PSTU será um instrumento de apoio para a organização e luta dos trabalhadores pelos seus direitos. 

Quais são as suas propostas para recuperar a economia do Município?
Um plano de obras públicas que privilegie as maiores necessidades da classe trabalhadora como creches e escolas, e o fim das terceirizações. Nenhum centavo do dinheiro público para empresas privadas. Taxação aos ricos sonegadores. IPTU progressivo para combater a especulação imobiliária. Os mais ricos pagarão mais impostos. Revogação das isenções fiscais, dadas pelo município, às grandes empresas instaladas na cidade. Incentivo à agricultura familiar visando a produção de alimentos para o povo.

A Saúde é uma das pastas que mais recebe recursos e, também, motiva muitas reclamações por parte dos usuários do sistema público, especialmente quanto ao déficit de leitos. Como diminuir essa insatisfação e melhorar a qualidade dos atendimentos nas unidades de saúde?
Criação do Conselho Popular de Saúde. Serão os profissionais da saúde e os usuários que tomarão todas as decisões. Fim das terceirizações na saúde municipal. Saúde não é mercadoria, nenhum centavo do dinheiro público para empresas privadas.


Vice Francisco Tomaz, de 75 anos, é produtor rural | Foto: Divulgação


A Educação também figura entre os segmentos mais importantes na gestão pública. Quais as principais ações do seu governo propostas para o segmento?
Ampliação do investimento em Educação sem transferência de recursos públicos para a iniciativa privada. Exigir do governo federal 10% do PIB para a Educação pública. Será o Conselho Popular da Educação, formado pelos servidores e a comunidade escolar que definirão todos os caminhos da Educação Municipal de Uberlândia para garantir uma escola Laica, onde haja respeito e liberdades às religiões e pensamentos filosóficos.  Uma educação ética onde se debata as questões mais relevantes da juventude, como: a questão de Gênero e sexualidade. Imediata suspensão da municipalização de escolas estaduais e das terceirizações na educação. 

Os setores cultural e esportivo têm sido alguns dos mais afetados pela pandemia da Covid-19. Como auxiliar na retomada e fomentar áreas que, há muito, já vêm sofrendo com cortes de investimentos em todos os âmbitos da Administração Pública? 
Apoio à cultura popular. Incentivo à toda expressão e práticas culturais voltadas principalmente para a juventude de bairros e periferia. Garantia de feiras e exposições para que os artistas de nossa cidade possam expor e vender seus produtos.  Utilização e ampliação da FUTEL de acordo com as necessidades de cada bairro decididos pelos Conselhos Populares da Educação, da Juventude da periferia.

Muitos especialistas indicam a urgência de Uberlândia passar a contar com um plano de mobilidade urbana efetivo diante ao crescimento exponencial da cidade. Em seu governo, como o planejamento de tráfego e melhorias no transporte urbano seriam tratados?   
A centenária especulação imobiliária na nossa cidade jogou os trabalhadores para morarem distante do centro urbano, o que causa uma necessidade maior da utilização dos transportes públicos. Para acabar com essa vergonha, se faz urgente a adoção do imposto progressivo, considerando o local de moradia e a condição socioeconômica das famílias. Os ricaços vão pagar um imposto muito alto nestes terrenos ociosos.  Um governo pautado na luta contra as privatizações e pela defesa da estatização de estruturas municipais de atendimento à população.  Defendemos a estatização do transporte municipal com a criação gradativa de uma empresa municipal pondo fim às empresas que exploram o transporte coletivo, para ter lucro às custas do povo trabalhador e a imediata volta dos cobradores nos ônibus. 

O candidato gostaria de comentar alguma outra proposta de área específica não tratada nos questionamentos anteriores?  
Combate às opressões. Colocar a prefeitura a disposição da luta contra o Racismo o Machismo e a LGBTfobia. Criação do Conselho Popular contra as Opressões.

Considerações finais: por que você acredita que seu plano de governo é melhor do que o dos demais candidatos?
Não vendemos ilusões em troca de votos. O nosso programa é o único que aponta que as soluções dos problemas mais importantes da nossa classe, da classe trabalhadora só será possível com a organização e a luta. Não serão as eleições que mudarão a vida do povo. Mas é importante votar no PSTU fortalecendo essa Alternativa Socialista. VOTE E VENHA CONHECER O PSTU. VOTE PSTU 16.

SERVIÇO
Número na urna: 16
Chapa: PSTU
Facebook: Gilberto Adeniê Cunha Bode.
Site do PSTU: www.pstu.org.br


VEJA TAMBÉM:
 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »