15/10/2020 às 12h34min - Atualizada em 15/10/2020 às 12h34min

UFU firma acordo com projeto nacional para auxiliar refugiados

Objetivo é oferecer apoio social, educacional e jurídico à população internacional que vive em Uberlândia

BRUNA MERLIN
Projeto faz parte do Acnur, agência da ONU que auxilia no acolhimento de refugiados| Foto: Roger Arnold/Acnur
A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) firmou um acordo de cooperação com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) para a implementação da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM) na instituição. O objetivo é expandir a rede de apoio e proteção à população refugiada que vive na cidade.

Segundo dados do último registro do Ministério da Justiça e Segurança Pública, no mês de maio deste ano foram realizadas mais de 314 mil solicitações de refúgio em todo o Brasil. Dessas, 1.248 foram em Minas Gerais. 

O projeto da Cátedra Sérgio Vieira de Mello existe desde 2003 em cooperação com diversos centros universitário de todo o país. Atualmente, 26 instituições fazem parte do programa, incluindo a UFU que entrou para o grupo no início do mês de outubro. 

Em Uberlândia, o Núcleo de Pesquisas e Estudos em Direitos Humanos (Nupedh) da UFU, criado no âmbito do curso de Relações Internacionais, abrigará a cátedra e atuará como articulador, mediador e propositor de ações que reúnam as diferentes áreas do conhecimento da universidade. Segundo a coordenadora do projeto local, Marrielle Maia, todas as partes de instituição, além da sociedade civil, irão unir as forças para promover atividades em prol dos refugiados.

“São pessoas de diversos locais como Haiti, Venezuela, Síria, Angola e Bangladesh que foram obrigadas a deixarem suas casas porque sofreram algum tipo de perseguição e conflitos. Elas escolheram o Brasil para receber apoio e precisamos dar isso a elas”, ressaltou.

Entre as ações programadas pela UFU está a realização de pesquisas, propagação de informações sobre os direitos dos refugiados, disponibilização de cursos de português para estrangeiros, projetos de extensão, assessoria jurídica e também auxílio para inserção na sociedade e acesso a serviços públicos de saúde e outros. 

“É necessário entender a real situação dessas pessoas e ajudar conforme institui os direitos humanos, seja encontrar uma solução duradoura para o refugiado no país ou ajuda com a repatriação dele no país de origem”, complementou Marrielle. 

ACNUR
O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) é uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil. A instituição preza em proteger os refugiados e oferece oportunidades para que eles possam exercer os mesmos direitos que qualquer cidadão nacional, como obter documentos, trabalhar e estudar. 

Segundo o representante da Acnur, William Laureano Rosa, atualmente, o Brasil acolhe em grande parte refugiados da Venezuela que está passando por uma grande crise política e econômica. “Somos conhecidos como o país acolhedor e nosso objetivo é repassar isso àqueles que precisam de auxílio nesse momento difícil”, destacou. 

A Cátedra Sérgio Vieira de Mello é um dos projetos da Acnur que conta com centros universitário de todo o país. Além da UFU, o estado de Minas Gerais também conta com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a PUC Minas Gerais, que fazem parte da cooperação. 

“Surgiu essa necessidade de falar sobre o tema e aumentar as ações de auxílio. Sendo assim, firmamos essa parceria com as universidades que têm uma ampla atividade social”, concluiu William. 


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »