10/10/2020 às 09h42min - Atualizada em 10/10/2020 às 09h42min

Empresários de Uberlândia esperam recuperar vendas no Dia das Crianças

Pesquisa da CDL aponta que comércio deve crescer durante o período; promoções e vendas online são estratégias para atrair clientes

BRUNA MERLIN
Casa dos Brinquedos espera crescimento de até 20% no faturamento | Foto: Divulgação
O Dia da Crianças, comemorado na próxima segunda-feira (12), é uma das datas mais importantes para o comércio. Neste ano, mesmo que a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus persista, os empresários de Uberlândia têm expectativa de recuperar parte da renda perdida nos últimos meses.

Uma pesquisa feita pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) apontou que 50% dos comerciantes da cidade esperam um crescimento das vendas durante os dias que antecedem a data comemorativa. É o caso da loja Casa dos Brinquedos, localizada na avenida Floriano Peixoto.

Segundo o gerente do estabelecimento, Enildo Borges, a procura por presentes para as crianças já começou desde a última semana. Ele acredita que a loja pode ter um crescimento de até 20% no faturamento.

“Esperamos recuperar um pouco do que perdemos enquanto ficamos fechados nos primeiros meses de pandemia. É uma data muito importante para nosso comércio que é voltado para artigos infantis”, destacou.

O responsável pela PBKids, José Paulo, também está contando com o período para alavancar as vendas que caíram de forma significativa enquanto a loja ficou fechada por quase três meses. A ideia é trabalhar fortemente para manter a quantidade de vendas alcançada no ano passado.

O esforço já está demonstrando resultados positivos e o aumento de clientes está sendo notado, conforme dito pelo gerente. Neste ano, o estabelecimento vem registrando uma grande procura por jogos, bonecos de youtubers, além das bonecas Barbie e Baby Alive. 

“Assim como todos os outros setores, fomos muito impactados pela crise. O Dia das Crianças é a nossa segunda principal época de vendas, atrás somente do Natal. Então estamos investindo nossas forças para conseguir alcançar os clientes”, explicou.

Promoções e e-commerce
O levantamento feito pela CDL também revelou que, dos empresários entrevistados, 57,6% pretendem realizar promoções para chamar a atenção dos consumidores. Os outros 42,4% não têm intenção de investir na oportunidade.

A PBKids, pensando no atual cenário econômico do país, está realizando lançamentos de produtos para todos os bolsos com brinquedos a partir de R$ 19,99 e com parcelamento de até 12 vezes sem juros. “É uma oportunidade para todos conseguirem presentear as crianças sem deixar que a data passe despercebida”, ressaltou o gerente, José Paulo.

As vendas online também são uma aposta dos comerciantes para vender, principalmente durante o fim de semana em que as lojas devem cumprir com os horários de restrição para o atendimento presencial devido ao decreto de isolamento social do Município. O Enildo Borges, responsável pela Casa dos Brinquedos, já está colocando em prática essa opção para continuar com as vendas durante o sábado, domingo e segunda.

“Além do nosso site próprio, estamos fazendo vendas pelo WhatsApp e em parceria com outros sites de compra como Mercado Livre, Americanas e Magazine Luiza. É uma alternativa que ajuda bastante”, complementou.

O meio virtual também será um dos recursos utilizados pela PBKids. O e-commerce do grupo cresceu mais de 140% desde o início da pandemia e a expectativa é de que o site da loja continue sendo um aliado dos clientes para o Dia das Crianças.

CONSUMIDOR
Julia Agostinho defende importância do Dia das Crianças e já garantiu presentes para os filhos | Foto: Arquivo Pessoal

 
A pedagoga Julia Agostinho de Deus Milagre tem dois filhos, de 3 e 8 anos de idade, e já garantiu o presente deles. Ela acredita ser importante celebrar essa data com os pequenos que também estão passando por momentos complicados durante a quarentena. 

“É claro que tudo tem que ser feito dentro das nossas possibilidades, mas não podemos deixar esse dia passar em branco. É um dia muito especial que vai muito além de brinquedos, mas da importância de ser criança e aproveitar essa idade”, frisou ela. 

Ainda conforme aponta a pesquisa da CDL, a população está sim interessada em investir em presentes para filhos, sobrinhos ou netos. O estudo diz que 80% dos entrevistados pretendem comprar presentes ou lembrancinhas.

“O Dia das Crianças é uma data muito afetiva e que reúne a família. Além disso, neste período difícil, as crianças precisam de distração e de um momento de alegria”, ressaltou a superintendente da CDL, Lecia Queiroz.

Entretanto, em razão da situação financeira, o investimento em presentes poderá ser menor. O levantamento apresentou que a maioria das pessoas pretendem gastar de R$ 50 a R$ 100 nas compras.

“Mesmo que seja um ticket de compra menor, é bom ver que muitos não deixaram a data para lá. Muitos também disseram que pretendem fazer uma programação diferente com as crianças para ser memorável, mesmo sem presentes”, finalizou.


 

VEJA TAMBÉM:

Lojas registram aumento de até 80% na venda de produtos de climatização

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »