02/07/2020 às 14h38min - Atualizada em 02/07/2020 às 14h38min

Processos seletivos online devem ser mantidos mesmo após a pandemia

Empresas em Uberlândia acreditam que alternativa oferece mais vantagens do que procedimento presencial de contratações

BRUNA MERLIN
Eduardo Rodrigues acredita que candidatos também ganham com os procedimentos remotos | Foto: Arquivo Pessoal
O mundo virtual, que já estava em constante crescimento, ganhou muito mais reconhecimento e usuários durante a pandemia do novo coronavírus. A modernização de processos foi uma alternativa encontrada por diversas empresas e pessoas que estão em distanciamento social. Exemplo disso são as contratações online, que já viraram tendência em muitos setores e estão entre as apostas para o futuro.

Foi a primeira vez que o morador de Uberlândia e engenheiro de software Eduardo Silva Rodrigues, passou por um processo seletivo online ao ser contratado pela empresa TQI. Todas as etapas, incluindo testes, entrevistas, envio de documentos e assinatura de contrato, foram feitas de forma remota.

“Eu tinha muito receio dessa forma, principalmente com a fase burocrática da efetivação porque poderia gerar confusão e dúvidas. Mas, tudo foi muito simples, ágil e muito organizado pela empresa”.

A TQI é especializada em soluções de tecnologia da informação e está situada no setor que mais gerou empregos durante a pandemia, já que o cenário atual exigiu a adaptação de várias empresas que agora estão atuando em home office. Se comparado aos meses que antecederam o novo coronavírus, a TQI teve um aumento de 25% no número de contratações de profissionais da área.

Devido ao isolamento social e à maior quantidade de vagas abertas, a TQI decidiu investir 100% no processo seletivo digital com os candidatos. A diretora de TH da empresa, Rosemeire Gullo Zei, acredita que a alternativa apresenta a mesma efetividade ou até mais que os processos feitos de forma presencial.

“Contamos com o site da TQI para anunciar vagas e também as redes sociais para ampliar nosso campo de comunicação. As entrevistas são conduzidas por meio de plataformas de videoconferência, como Zoom, Skype e o Microsoft Teams. Após a contratação, vem o processo de Onboarding, ou boas-vindas aos novos colaboradores, que também é realizado remotamente”, detalhou.

VANTAGENS
Callink diz que número de contratações aumentou desde implantação do método virtual | Foto: Divulgação

 
Os procedimentos online são novidade para muitas empresas que os realizavam de forma tradicional e presencialmente. Mas, após conhecerem as várias formas que o mundo virtual oferece para a contratação de profissionais, as organizações já começam a enxergar as vantagens e pretendem investir para o futuro.

A Callink, que também aumentou o número de vagas para o setor de atendimento ao cliente, já apontou que irá permanecer com os processos de efetivações online mesmo depois da pandemia. De acordo com a coordenadora de gestão de pessoas, Marina Camargo, o novo método oferece menos gastos de recursos, como tempo e dinheiro.

“As plataformas online aceleram todos esses procedimentos trazendo muitas vantagens para a empresa. Além disso, tudo é feito com mais eficiência e organização”.

Marina também ressalta que a quantidade de contratações aumentou desde a implantação da seleção online. “Fizemos 246 efetivações em oito dias. Nos processos presenciais demoraríamos cerca de 30 dias para alcançar esse número”.

Os resultados positivos também se repetem na TQI. Além de obterem maior efetividade e agilidade nas contratações, a empresa está recebendo um alto incentivo dos candidatos. É o caso do Eduardo Silva Rodrigues, que também vê que o método online oferece muitas vantagens aos interessados nas oportunidades.

“Percebi que o candidato também reduz seu gasto de tempo e dinheiro. Não precisamos nos deslocar até a empresa, esperar pela aplicação do teste ou entrevista e muito menos disputar a atenção do representante com outros concorrentes. No processo online é tudo mais rápido e seletivo”, finalizou. 

APLICATIVO
Plataformas digitais criadas para hospedarem os processos seletivos e divulgarem as vagas disponibilizadas pelas empresas também ganharam reconhecimento nos últimos meses. É o caso do aplicativo TAQE, que existe há três e está sendo muito requisitado durante o período de isolamento social.

 

“Somos uma empresa nacional que trabalha para outras empresas que estão contratando de forma volumosa. Divulgamos essas vagas, recebemos candidatos, realizamos o processo seletivo com os mesmos e depois encaminhamos para a empresa os currículos selecionados”, frisou a cofundadora e diretora de Sucesso do Cliente do TAQE, Ana Correa.


A Callink é uma das organizações que utiliza o TAQE para realizar a triagem dos candidatos antes da entrevista. Os interessados passam por testes de habilidade e comportamentais dentro da própria plataforma. 
“Os testes duram cerca de 25 minutos e os interessados podem fazer a hora que quiserem e de onde estiverem. As pessoas que passarem nas provas receberão pelo próprio aplicativo o dia e horário da entrevista remota que poderá ser feita pelo telefone ou videoconferência”.

O TAQE é totalmente gratuito para pessoas que estão à procura de um novo emprego e pode ser baixado nas lojas de aplicativos Apple Store ou Google Play. Para as empresas, a plataforma oferece planos de pagamento devido à disponibilização do sistema de gerenciamento das vagas, testes e currículos. 

“O aplicativo consegue avaliar melhor o candidato e fazer uma triagem daqueles com melhores resultados. Isso tudo é feito de forma mais rápida do que presencialmente e gera muitos mais resultados para a empresa”, concluiu Ana Correa.

VEJA TAMBÉM:

Câmara aprova prioridade de idosos em processos administrativos do Município de Uberlândia

Resultado final do concurso público do Dmae é divulgado em Uberlândia
































 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »